Até logo, eu espero

  • Até logo, eu espero
  • Até logo, eu espero
  • Até logo, eu espero

À bientôt, j'espère (França 1968).

De Chris Marker, Mario Marret. Documentário em preto e branco/55’.

Em 1967, uma greve de um novo gênero (ocupação, reivindicações, animação cultural) eclode na usina Rhodiaceta em Besançon. A reportagem dessa greve é recusada pela televisão francesa e, somente ao termo de uma longa discussão, a reportagem foi aceita para exibição, desde que cercada por um ‘’debate’’ de gente séria’’, que se encontra inserido nesse filme.

Formatos disponíveis para locação

Presente na coleção