Elie et Nous

Elie et Nous

(França 2010).

De Sophie Bredier. Drama histórico em cores/69’.

Elie é sobrevivente de um campo de concentração. Os números tatuados em seu braço comprovam que ele passou pelos "Campos da Morte" onde seus pais morreram. Em 1956, ele fazr uma cirurgia de apagamento. Mas guarda o pedaço de pele tatuada, como uma espécie de "pergaminho" para as gerações posteriores. Entretanto, um dia Eli perde este "objeto" e a partir daí sua vida se transforma. Abalada a sua relação com a História e com sua história pessoal. Ele precisará da ajuda de sua família, amigos e um médico, para tentar responder as suas próprias interrogações

Formatos disponíveis para locação

Presente nas coleções