Documentários

Há 422 registros disponíveis.

Documentários

  • Courbet, as Origens de seu Mundo
  • Courbet, as Origens de seu Mundo

Courbet, as Origens de seu Mundo

Courbet, les origines de son monde (França 2007). Em cores/52’.

Sinopse, Solicitar a locação deste filme, Disponível em DVD

Sinopse

De Romain Goupil.


Retrato do pintor Gustave Courbet (1819-1877), de sua primeira tela grande às polêmicas suscitadas por seus nus realistas, de suas discussões com críticos às atividades revolucionárias durante a Paris Commune. A narração cronológica formada pelas pinturas de Courbet e pela sua extensa correspondência. O pintor revela suas dúvidas, esperanças e orgulho do sucesso. Paralelamente, outra narração evoca o contexto político e artístico explicando como Courbet quebrou todas as regras da pintura de seu tempo. Uma terceira voz descreve os ataques que nos fzem entrever a amplitude das emoções que o pintor sentia.

DVD

  • Crônica de uma Catástrofe Anunciada
  • Crônica de uma Catástrofe Anunciada
  • Crônica de uma Catástrofe Anunciada

Crônica de uma Catástrofe Anunciada

Chronique d?une catastrophe annoncée (França 2001). De Philip Brooks. Em cores/52’.

Sinopse, Solicitar a locação deste filme, Disponível em DVD

Sinopse


Há mais de 20 anos, a epidemia de AIDS ameaça o futuro de toda a humanidade e em particular do continente africano. Mas, por que razões, frente à urgência de uma catástrofe planetária anunciada, indivíduos, instituições e governos fracassaram em sua tentativa de erradicar a propagação da doença ? Ao entrevistar os que se envolvem na luta pela vida, o documentário nos obriga a observar de mais perto a realidade política, por vezes impregnada de cinismo. Resta uma questão sobre a nossa capacidade coletiva de criar um mundo igualitário e solidário.

DVD

Este filme requer a autorização do distribuidor para cada solicitação de locação.

  • Cuba, uma Odisséia Africana
  • Cuba, uma Odisséia Africana
  • Cuba, uma Odisséia Africana

Cuba, uma Odisséia Africana

Cuba, une Odyssée Africaine (França 2007). Em cores/190’.

Sinopse, Solicitar a locação deste filme, Disponível em DVD

Sinopse

Realizado por Jihan El Tahri (diretor de "La Maison des Saoud", "Les Maux de la Faim", "L'Afrique em Morceaux"), "Cuba, uma Odisséia Africana" conta a história da Guerra Fria no seu cenário mais desconhecido: a África.

Os soviéticos queriam prolongar sua influência a um novo continente, os Estados Unidos aspiravam se apropriar das riquezas naturais da Áfricas, os antigos Impérios sentiam escapar sua potência colonial e as jovens nações defendiam sua independência recentemente adquirida. Contra o capitalismo, o socialismo ou o colonialismo, estes povos que dispõem, pela primeira vez, do seu próprio país constituem uma espécie de terceiro bloco e combatem em nome de um novo ideal: o internacionalismo como arma para assegurar a independência nacional. Todos os jovens revolucionários africanos, como Patrice Lumumba, Almicar Cabral ou Agostinho Neto chamam os guerrilheiros cubanos para lhes ajudarem em sua luta. E a Cuba de Fidel Castro exerce um papel central na nova estratégia ofensiva da nações do terceiro mundo contra o colonialismo dos novos e antigos impérios. Esta guerra dita "fria" e seus conflitos "por procuração", desde a epopéia tragi-cômica de Che Guevara, no Congo, até o triumfo da batalha de Cuito Cuanavale, em Angola, Cuba, uma Odisséia Africana conta a história destes internacionalismos cuja a saga explica o mundo atual: eles ganharam todas as batalhas, terminaram por perder a guerra.

DVD

  • Custe o que custar
  • Custe o que custar

Custe o que custar

Coûte que coûte (França 1996). De Claire Simon. Em cores/90’.

Sinopse, Solicitar a locação deste filme, Disponível em IFcinéma

Sinopse


A diretora filmou durante seis meses a luta constante que uma pequena empresa leva para sobreviver e pagar as despesas e os salários dos seus empregados, para ela a comédia trágica do trabalho, tudo o que somos levados a fazer para viver em nosso mundo.

IFcinéma

  • D'un mur l'autre Berlin-Ceuta
  • D'un mur l'autre Berlin-Ceuta
  • D'un mur l'autre Berlin-Ceuta

D'un mur l'autre Berlin-Ceuta

(França 2008). De Patrick Jean. Em cores/90’. Classificação etária 14 anos.

Sinopse, Solicitar a locação deste filme, Disponível em DVD

Sinopse


Do antigo muro de Berlim ao recente fechamento de Ceuta em terra africana, este road-movie nos faz atravessar a Europa. Quatro fronteiras pelo menos, mas apenas um eixo: uma sociedade mestiça, multicultural, rica em suas diversidades apesar de suas tradições de rejeito. Crônica de encontros com alguns desraigados vindos da Sardenha, do Congo, da Bolívia e da Romênia, tantas histórias de valor e de dignidade, com uma energia selvagem em sua busca.

DVD

  • Dans les décombres
  • Dans les décombres

Dans les décombres

(França 2008). De Olivier Meys. Em cores/85’. Classificação etária 14 anos.

Sinopse, Solicitar a locação deste filme, Disponível em DVD

Sinopse


"Hutong" era típico da velha Pequim: casas no final de un pátio no final de uma rua estreita, perpetuando os pequenos ofícios e uma recordação da cidade. A preparação dos Jogos Olímpicos foi fatal para eles. Os últimos hutongs, ao sul da Cidade Proibida, desaparecem sobre os golpes das escavadoras, das expropriações brutais, de vãos protestos e da especulação. Desenha-se o retrato do bairro, uma história da China de hoje.

DVD

  • De larges détails - Sur les traces de Francis Alys
  • De larges détails - Sur les traces de Francis Alys

De larges détails - Sur les traces de Francis Alys

(França 2006). Em cores/56’.

Sinopse, Solicitar a locação deste filme, Disponível em DVD

Sinopse

Um filme de Julien Devaux.


Francis Alys, artista contemporâneo belga, é ao mesmo tempo pintor, videoartista e intervencionista urbano. Há quinze anos instalado no México, fez da megalópe um laboratório para sua busca incansável e estranha fazendo do passeio uma arte; ele percorre as ruas a pé vertendo um fio de pintura, ou arrastando um brinquedo imantado que acaba coberto de sucata urbana, ou ainda empurrando um bloco de gelo até derreter... Julien Devaux nos faz descobrir esta obra única e poética.

DVD

Dernière tombe à Dimbaza

Dernière tombe à Dimbaza

Last Grave At Dimbaza (África do Sul, França 1972). Em cores/55’.

Sinopse, Solicitar a locação deste filme, Disponível em DVD

Sinopse


Dirigido por Nana Mahamo e filmado clandestinamente na África do Sul em 1972, este documentário desvenda a política do Aparthaid. Ele descreve as condições de vida inumanas dos negros neste país, onde falar sobre Aparthaid já levaria à prisão. Dimbaza era um destes guetos de confinamento com seu cemitério de crianças mortas por desnutrição. Em muitas das imagens da época, Nana Mahamo reconstitui as diferentes etapas da colonização europeia na África do Sul. Com suporte de dados estáticos, o filme mostra como eram enraizados o racismo e as desigualdades do Aparthaid.

DVD

Este filme requer a autorização do distribuidor para cada solicitação de locação.

  • Deserto Blues
  • Deserto Blues

Deserto Blues

Desert Blues (França, Mali 2006). De Michel Jaffrenou. Em cores/60’. Classificação etária 12 anos.

Sinopse, Solicitar a locação deste filme, Disponível em DVD

Sinopse

"Desert Blues, entre a areia e a água", é uma viagem musical guiada pelo mestre das marionetes Yaya Coulibaly no coração do Mali contemporâneo. Entre o real e o imaginário, Michel Jaffrennou coloca em cena um conto musical com três dos grandes artitas malis: Habib Koité, afel Bocoun e o grupo de mulheres touaregues Tartit. Vindos de diferentes grupos étnicos, cada um desses artistas ilustra a influência do Sahara nas tradições musicais dessas pessoas.

DVD

  • Divagações em um Quarto de Hotel
  • Divagações em um Quarto de Hotel

Divagações em um Quarto de Hotel

Divagations dans une chambre d?hôtel (França 2005). Em cores/25’.

Sinopse, Solicitar a locação deste filme, Disponível em DVD

Sinopse

Filme de Philippe Barcinski, Dainara Toffoli.


De que maneira a palavra se articula com a linguagem corporal ? Como o movimento e o pensamento podem interagir, sobretudo em um corpo único? A partir destes questionamentos, Bruno Beltrão cria Eu e meu Coreógrafo no 63, espetáculo cuja remontagem cinematográfica resulta no filme Divagations. A interposição de imagens urbanas, fragmentadas e multiplicadas, acentuam a tensão e o caráter deslocado do solo. Seduzido pela street dance em 1993, quando tinha 13 anos, Beltrão não tarda a destacar-se como um dos seus principais representantes no Brasil. Para ele, o hip hop é a base da sua expressão. No entanto, com o Grupo de Rua de Niterói (sua cidade natal), que ele funda três anos mais tarde com Rodrigo Bernardi, o que este artista busca não é tanto se destacar, mas liberar-se de códigos e clichês: “o hip hop colocou em órbita um vocabulário rico e inovador. Agora, é preciso fazer com que entre em crise. Ao nos distanciarmos e dissecarmos o seu vocabulário, poderemos descobrir novas estéticas”. É neste sentido que ele tem trabalhado, com extraordinária maturidade, desde as suas primeiras obras, recorrendo sobretudo a processos de criação usados na dança contemporânea. Por sua dimensão intimista, pelo domínio da composição gestual, pela partitura sonora, constituída pela voz do dançarino, pela palavra em constante busca do sentido, Eu e meu Coreógrafo é um exemplo característico da linguagem elaborada por Bruno Beltrão. M. B.
DVD 2 da coleção "Paisagens Coreográficas Contemporâneas".