Por Exemplo, Electra

Por Exemplo, Electra

Par Exemple. Electre (França 2012).

De Jeanne Balibar, Pierre Léon. Com Jeanne Balibar, Pierre Léon. Em Cores/80’.

m Paris, Jeanne e Pierre se vêem envolvidos em curiosos contratempos. Estão tentando dar vida a um projeto profissional. Por isto eles percorrem rapidamente alguns centros políticos de uma grande capital europeia (Paris) e muitas vezes se encontram com curiosos personagens de um universo surreal. Todavia, a vida real continua, seus devaneios se manifestam e seu projeto toma forma. Trata-se de sentir o mesmo romance sob duas perspectivas diferentes: ler a obra agradavelmente na beira da praia, de um lado da história, e lê-la desconfortavelmente dentro do metrô, do outro lado da narrativa. Ler o quê? Uma tragédia, uma tragédia grega, ou seja, um romance escrito na época da origem da democracia. Qual tragédia? Electra, a história de uma personagem não totalmente vitoriosa, porém tenaz e corajosa, que se recusa a abandonar a luta contra a injustiça!

Presente no festival