Jacques Demy: Entre o Realismo e a Fantasia

Jacques Demy: Entre o Realismo e a Fantasia


Caixa Cultural RJ, 10 a 22/10/2017

A Caixa Cultural RJ apresenta a mostra Jacques Demy: Entre o Realismo e a Fantasia, que abrange um painel amplo da carreira do cineasta francês, fortemente associada à música marcante de compositores como Michel Legrand e ao talento de estrelas como Catherine Deneuve, Anouk Aimée, Marcello Mastroianni e Gene Kelly. Alguns dos filmes de Demy são muito conhecidos do público brasileiro, como Os Guarda-Chuvas Do Amor, 1964, estrelado por Catherine Deneuve e vencedor da Palma de Ouro de Cannes. Suas outras duas obras com Deneuve também são famosas entre nós: o musical Duas Garotas Românticas, 1967, e a fábula Pele De Asno, 1970. Contudo, as obras da fase inicial de Demy, como Lola, a Flor Proibida, 1961, e A Baía dos Anjos, 1963, ainda que inseridas no célebre movimento da nouvelle vague, são pouco conhecidas aqui. E por conta do declínio da distribuição de filmes europeus a partir dos anos 1980, títulos como Um Quarto na Cidade, 1982, e Parking, 1985, permanecem inéditos nos cinemas brasileiros. Os filmes citados estarão na retrospectiva, que também incluirá dois filmes sobre Demy realizados por sua viúva, a igualmente influente cineasta Agnès Varda: o documentário Les Demoiselles ont eu 25 Ans, 1993, e o drama inspirado na infância de Demy,Jacquot de Nantes, 1991. Esse mergulho na obra de Demy será guiado por cineastas, críticos e acadêmicos que ministrarão palestras e participarão de debates.

Sobre Jacques Demy:
A obra de Jacques Demy (1931-1990) é importantíssima no cinema francês por ter estabelecido uma ponte entre o realismo de seus contemporâneos franceses e o cinema fantástico de pioneiros como Jean Cocteau (A Bela e a Fera). Inicialmente identificado como membro do movimento da Nouvelle Vague, Demy, a exemplo de François Truffaut (A Noite Americana), criou ao longo de sua carreira um universo pessoal, baseado em suas experiências de juventude, no qual podemos encontrar personagens recorrentes, como a cantora de cabaré Lola. Em 1964, Demy inaugurou um estilo pessoal de cinema cantado, espécie de ópera moderna, que retirou o gênero musical do domínio do cinema hollywoodiano e da língua inglesa. Os Guarda-Chuvas do Amor conquistou o mundo com sua história melancólica inteiramente cantada em francês ao som das belas melodias de Michel Legrand. Lançados respectivamente em 1967 e 1970, Duas Garotas Românticas e Pele de Asno embeveceram os fãs de musicais justamente no período em que Hollywood amargava fracassos no gênero. Numa vertente paralela, Demy investiu no cinema fantástico, buscando referência no pioneiro Jean Cocteau para revisitar os contos de fadas, em filmes como A Lenda da Flauta Mágica, 1972, e a mitologia grega, como em Parking, 1985. É a essa transição serena entre realismo e fantasia que faz referência o subtítulo de nossa retrospectiva.

 Atividades Paralelas:

11/10 – 19h. Lola, a Flor Proibida (1960) – 90 minutos – 35mm. Complemento: “Uma Introdução ao Cinema de Jaques Demy”. Palestra com o Professor Doutor João Luiz Vieira, atualmente Professor Associado do Departamento de Cinema e Vídeo e atual Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense.

12/10 - 14h. Pele de Asno (1970). Complemento: “Mala de Histórias”. Sessão de Contação de Histórias com a escritora e atriz Danielle Fritzen e o músico Marcello Sader. A dupla vai narrar a fábula de Charles Perrault “Pele de Asno” e histórias originais. Recentemente a dupla ganhou o Prêmio Zilka Salaberry pelo espetáculo “Um Conto de Fado Padrinho”.

13/10 - 18h30. Duas Garotas Românticas. Complemento: Sessão comentada com Sylvio Gonçalves. Curador da mostra, Sylvio é roteirista de filmes como “Sem Controle”, “S.O.S. Mulheres ao Mar”, “Confissões de Adolescente”, “S.O.S. Mulheres ao Mar 2”, “Eu Fico Loko” e “Festa da Firma”.

17/10 – 19h Os Guarda-Chuvas do Amor (1963). Complemento: Jacques Demy, Michel Legrand e a Música de Cinema. Palestra com Ricardo Leão, compositor e produtor musical de filmes como “O Diário de Tati”, “S.O.S. Mulheres Ao Mar”, “S.O.S. Mulheres ao Mar 2”, a série “Sob Nova Direção” e a novela “A Lei do Amor”.

19/10 – 17h O Universo de Jacques Demy. Complemento: “Jacques Demy, Entre o Realismo e a Fantasia”. Debate com Moisés Liporage, Leonardo Luiz Ferreira e Sylvio Gonçalves. Moisés Liporage é jornalista e escritor, autor do roteiro do longa “A Hora Marcada”. Atualmente é roteirista do Telecine, no qual atua também como repórter. Leonardo Luiz Ferreira é crítico de cinema e cineasta, diretor dos documentários “Chantal Akerman, de cá” e “NK + EP”. Sylvio Gonçalves é roteirista de filmes como “Sem Controle”, “S.O.S. Mulheres ao Mar”, “Confissões de Adolescente”, “S.O.S. Mulheres ao Mar 2”, “Eu Fico Loko” e “Festa da Firma”.

Sinopses
Os Guarda-Chuvas do Amor (1964) – 91 minutos
Jovem trabalha com a mãe numa loja de guarda-chuvas. Mesmo contra a vontade dos pais, ela namora um mecânico. Quando este é convocado para a guerra, os dois fazem amor, com consequências que mudarão as suas vidas para sempre.

A Lenda da Flauta Mágica (1972) – 86 minutos
Na Alemanha da Idade Média, um menestrel é contratado para livrar uma cidade da Peste Negra. Ele usa a sua flauta mágica para atrair todos os ratos para fora da cidade. Quando o prefeito se recusa a pagar pelo serviço, o menestrel se vinga sequestrando as crianças.

Lola, a Flor Proibida (1960) – 90 minutos
O jovem Roland Cassard reencontra uma ex-namorada, agora dançarina de cabaré e mãe solteira, e volta a se apaixonar por ela.

A Baía dos Anjos (1963) – 90 minutos
Apresentado ao universo de apostas por um colega bancário, Jean conhece Jackie num cassino. Eles se apaixonam enquanto sucumbem ao vício do jogo.

Jacquot de Nantes (1991) – 118 minutos
Cinebiografia da infância de Jacques Demy realizada por sua viúva, a cineasta Agnès Varda, que escreveu o roteiro a partir de manuscritos deixados pelo próprio diretor.

Pele de Asno (1970) – 91 minutos
Era uma vez um rei que no leito de morte da esposa prometeu casar-se apenas com uma mulher mais bela que ela. Como a única mulher em todo o reino que atende esse requisito é a filha do rei, uma fada ajuda a princesa a fugir disfarçada com uma pele de asno.

Duas Garotas Românticas (1967) – 125 minutos
Duas irmãs gêmeas vivem em Rochefort. A dançarina Delphine é apaixonada por um pintor a quem nunca viu, enquanto a compositora Solange desperta a paixão de um maestro que não mais consegue encontrá-la.

Les Demoiselles ont eu 25 Ans (1993) – 64 minutos
25 anos depois do lançamento do filme mais romântico de seu falecido marido, a diretora Agnès Varda revisita com Catherine Deneuve as locações em Rochefort. Os moradores relatam como as filmagens mudaram a cidade para sempre.

Um Quarto na Cidade (1982) – 90 minutos
Na Nantes de 1955, François, um jovem operário em greve, aluga um quarto na casa da burguesa Madame Langlois. Ele se apaixona pela sobrinha da locatária, que amarga um casamento infeliz com um marido violento.

Um Homem Em Estado... Interessante (1973) – 92 minutos
Sofrendo de dores nas costas, um instrutor de autoescola é diagnosticado como grávido de quatro meses, o que abala o seu casamento e desperta a atenção da mídia internacional.

O Segredo Íntimo de Lola (1969) – 97 minutos
Em Los Angeles, o jovem George está concentrado em pagar suas dívidas antes de ingressar no exército. Porém, seus planos mudam quando se apaixona por Lola, uma francesa que trabalha como modelo num estúdio de fotografia erótica.

Parking (1985) – 95 min
O roqueiro Orfeu sofre com o suicídio de sua amada Eurídice. Para resgatá-la, desce a vertiginosa espiral de uma garagem subterrânea e confronta Hades, senhor do Inferno.

O Universo de Jacques Demy (1985) – 90 minutos
A diretora Agnès Varda presta homenagem ao seu falecido marido, honrando sua vida e obra. A visão cinematográfica única de Jacques Demy é ressaltada em cenas de filmes e entrevistas com as pessoas que o conheceram e o amaram.

Trois Places Pour Le 26 (1986) – 106 minutos
Falso documentário sobre a vida do ator Yves Montand, que retorna a Marselha para revisitar os momentos e as pessoas mais importantes de sua vida.

Curadoria: Sylvio Gonçalves.

Ordenar por: título | data de exibição

Programação