Gritos de Corpos

  • Gritos de Corpos
  • Gritos de Corpos

Cris de corps (França 2003).

Documentário em cores/52’.

Filme de Céline Serrano.


Entrar no processo de criação de O. More, espetáculo criado em 2001 por Bernardo Montet, consiste em retraçar uma grande viagem. No Senegal e em Brest (França), Céline Serrano acompanhou o coreógrafo e os intérpretes nas suas pesquisas, captando momentos de dança, trocas de ideias e reflexões: corpos que dançam na areia, intérpretes que trabalham com textos lidos em diversos idiomas ou permanecem em segundo plano, de onde pode, a qualquer momento, surgir um grito. “O ser humano é modelado a partir do que acontece ao seu redor”, acredita Bernardo Montet. O coreógrafo, à escuta desta sensação, finca o seu movimento – um estado físico, um estado de consciência, no qual se vem gravar uma determinada ideia do corpo. O.More dá corpo a esta idéia, delineando um horizonte nômade em que a dança aprofunda a sua identidade e questiona tudo o que vem de fora, as suas diferentes situações, a imagem em duplicata e a violência. O filme acompanha as diversas etapas desta criação, em que todos os intérpretes são do sexo masculino: três músicos Gnawa e seis dançarinos originários de países longínquos: Quênia, Gabão, Marrocos, Grécia e Costa do Marfim. No segredo dos corpos, jaz uma figura idêntica, a de Otelo. Juntos, tornam-se mouros, um coral com uma única partição coreográfica, onde se inventa um novo poema épico de enigmáticos rituais. I-. F.
DVD 10 da coleção "Paisagens Coreográficas Contemporâneas".