Alain Delon



Participação nos filmes

  • Os Atores
  • Os Atores
  • Os Atores
  • Os Atores

Os Atores

Les Acteurs (França 2000). De Bertrand Blier. Com Claude Brasseur, Alain Delon, André Dussolier, Dominique Blanc, François Berleand, Gérard Depardieu, Jean-Claude Brialy, Jean-Paul Belmondo, Josiane Balasko, Pierre Arditi. Em cores/103’. Classificação etária 12 anos.

Sinopse

Sinopse

Homenagem ao cinema francês, o filme mostra célebres astros do país interpretando a si mesmos, revelando os altos e baixos da profissão.

  • Rocco e os seus irmãos
  • Rocco e os seus irmãos
  • Rocco e os seus irmãos
  • Rocco e os seus irmãos
  • Rocco e os seus irmãos

Rocco e os seus irmãos

Rocco e i suoi fratelli (França, Itália 1960). De Luchino Visconti. Com Alain Delon. Em preto e branco/192’.

Sinopse

Sinopse

Narra a história dos irmãos Parondi : Rocco, Ciro, Luca, Simone e Vincenzo, filhos da viúva Rosaria, que mudam-se de Basilicata para Milão. Simone torna-se boxeador e envolve-se com a prostituta Nadia. A sua carreira, inicialmente promissora, vai decaindo constantemente. Rocco também se envolve com Nadia, mas permance sempre fiel às suas origens.

  • Tratamento Diabólico
  • Tratamento Diabólico
  • Tratamento Diabólico
  • Tratamento Diabólico
  • Tratamento Diabólico

Tratamento Diabólico

Traitement de choc (França, Itália 1973). Com Alain Delon, Annie Girardot, Michel Duchaussoy, Robert Hirsch. Em cores/84’.

Sinopse

Sinopse

De Alain Jessua.


Hélène Masson interna-se no Instituto de talassoterapia do Dr. Duvilliers para uma cura. Lá, se encontra com seu melhor amigo, Jérôme. Logo, ela começa a reparar no comportamento estranho do pessoal do estabelecimento. Certa manhã, Jérôme é achado morto ao pé de uma falésia...

Um Amor de Swann

Un Amour de Swann (Alemanha, França 1984). Com Alain Delon, Fanny Ardant, Jeremy Irons. Em cores/100’.

Sinopse

Sinopse

No Paris do final do século passado, jovem rico, freqüentador dos melhores ambientes, se apaixona por mulher de passado duvidoso. Baseado na obra de Marcel Proust.