Anne Fontaine

Biografia

Depois dos estudos de Filosofia na Sorbonne, Anne Fontaine foi dançarina no grupo de teatro « Joseph Russillo » e em seguida comediante. Em 1986, colaborou na direção de “Voyage au bout de la nuit” de Louis- Ferdinand Céline, com Fabrice Luchini no teatro Renaud- Barrault. Em 1992, ela dirige seu primeiro longa metragem “Les histoires d’amour finissent mal em général” observado na Semana da Crítica em Cannes e ganhador do prêmio Jean Vigo em 1993. Dirigiu em seguida “Augustin” (1995) interpretado por um comediante, que não era outro que seu próprio pai: Jean-Chrétien Sibertin- Blanc. O filme foi apresentado no Festival de Cannes dentro da seção Um certo olhar.Seguido “Nettoyage à sec” em 1997 com Miou Miou e Charles Berling e Stanislas Merhar premiado pelo César de jovem revelação masculina. O roteiro, premiado na Mostra de Veneza, nos conta a confusa existência de um casal de pequenos comerciantes perdidos na província, esta relaciona-se com o reencontro de uma dupla de artistas formada por irmão/ irmã. Enfim reencontramos Jean-Chrétien Sibertin-Blanc, desta vez contracenando com Maggie Cheung e de Darry Cowl, em  ''Augustin, rei do kung fu”, um filme pleno de humor e de doçura, que narra as tribulações de um Francês apaixonado pela China na Chinatown de Paris




Participação nos filmes

  • Agnus Dei
  • Agnus Dei
  • Agnus Dei
  • Agnus Dei

Agnus Dei

Les Innocentes (França, Polônia 2016). De Anne Fontaine. Com Lou de Laâge, Vincent Macaigne. Em cores/115’.

Sinopse

Sinopse

Durante o fim da Segunda Guerra Mundial, na Polônia, a enfermeira francesa Mathilde descobre que as freiras moradoras de um convento vizinho foram estupradas por soldados invasores. Muitas delas estão grávidas. Apesar da ordem de prestar socorro apenas aos franceses, Mathilde começa a tratar secretamente de todas as freiras e madres. Ela deve enfrentar os julgamentos das próprias pacientes, que se sentem culpadas por terem violado o voto de castidade, e se recusam a ter o corpo tocado por quem quer que seja, mesmo uma enfermeira.
  • Augustin
  • Augustin

Augustin

(França 1995). De Anne Fontaine. Com Maggie Cheung, Thierry Lhermitte. Em cores/61’.

Sinopse

Sinopse


Augustin trabalha três horas e 38 minutos por dia e ganha 4.500 francos franceses por mês. Ele gosta de seu trabalho: cuidar dos arquivos de uma pequena companhia de seguros. O único problema é o fato de Augustin ser completamente convencido de que é um grande astro de cinema. Sua vida vira uma confusão quando lhe oferecem uma participação numa produção com o famoso ator Thierry Lhermitte.
* Cannes 1995 – Mostra Un Certain Regard

Augustin Roi du Kung Fu

(França 1999). De Anne Fontaine. Em cores/’.

Sinopse

Sinopse

Augustin, obscuro ator de cinema, é um rapaz solitário que aparentemente não precisa de ninguém e atravessa a vida montado na sua bicicleta. Fã apaixonado pelos filmes de artes marciais, ele treina kung-fu sozinho no quarto e acredita ter já adquirido alguma técnica. Ele tem esperança de um dia tornar-se protagonista desses filmes fantasiosos e heróicos. Mas ele sabe que para isso, ele tem que treinar mais, deixar tudo... ir para a China. Bem, uma espécie de China, a única acessível às rodas de sua bicicleta: a Chinatown parisiense, em Porte de Choisy... Com a determinação que o caracteriza, Augustin muda-se para lá e resolve comer chinês, pensar chinês, falar chinês. Mas onde isso o levará?
  • Coco antes de Chanel
  • Coco antes de Chanel
  • Coco antes de Chanel
  • Coco antes de Chanel
  • Coco antes de Chanel

Coco antes de Chanel

Coco avant Chanel (França 2009). De Anne Fontaine. Com Audrey Tautou, Benoît Poelvoorde, Emmanuelle Devos, Marie Gillain. Em cores/110’.

Sinopse

Sinopse


Após a morte da mãe, Gabrielle “Coco” Chanel é deixada pelo pai num orfanato, junto com a irmã. Na juventude, trabalha numa alfaiataria durante o dia e canta à noite num cabaré. Lá conhece o milionário Étienne Balsan, que a leva para viver com ele. É fazendo roupas para o amante que Chanel desenvolve o talento de estilista. Sem colocar limites entre a vida, o amor e o trabalho, passa a usá-las também. Mesmo vivendo apaixonadamente, sabia no entanto que nunca se casaria. Nem com o homem de sua vida, Boy Capel. Afrontando as convenções do seu tempo, Chanel inventa a mulher moderna.

Como matei meu pai

Como matei meu pai

Comment j'ai tué mon Père (França 2001). De Anne Fontaine. Com Emmanuelle Béart, Charles Berling, Dominique Reymond, Karole Rocher, Michel Bouquet, Olivier Perrier. Em cores/100’.

Sinopse

Sinopse

Jean-Luc é um quarentão que se deu bem na vida, pelo menos em aparência. Médico respeitado, casado com a belíssima Isa, ajuda seu jovem irmão que é ator, empregando-o na sua bela casa burguesa. Mas a vida de Jean-Luc e seus próximos é abalada no dia em que seu pai retorna, após um exílio voluntário de muitos anos. César 2002 (Oscar francês): Melhor Ator (Michel Bouquet) Locarno 2001: indicado para o Leopardo de Ouro
Em Suas Mãos

Em Suas Mãos

Entre Ses Mains (França 2005). De Anne Fontaine. Com Isabelle Carré, Jonathan Zaccai. Em cores/85’. Classificação etária 16.

Sinopse

Sinopse

Claire é uma mulher casada que trabalha em uma empresa de seguros. Quando o veterinário Laurent precisa de seus serviços, eles acabam se envolvendo. Mas o romance é abalado quando Claire começa a suspeitar que Laurent é responsável por uma série de crimes que estão ocorrendo na cidade.
  • Gemma Bovery - A Vida Imita a Arte
  • Gemma Bovery - A Vida Imita a Arte
  • Gemma Bovery - A Vida Imita a Arte

Gemma Bovery - A Vida Imita a Arte

Gemma Bovery (França 2014). De Anne Fontaine. Com Fabrice Luchini, Gemma Arterton. Em cores/99’.

Sinopse

Sinopse

A inglesa Gemma Bovery se muda com o marido para uma pequena cidade francesa. Entediada, acaba se envolvendo com o também recém-chegado Martin Joubert, que veio de Paris acompanhado da esposa.

Lavagem a Seco

Nettoyage à Sec (Espanha, França 1997). De Anne Fontaine. Com Miou-Miou, Charles Berling. Em cores/93’. Classificação etária 14.

Sinopse

Sinopse

Nicole et Jean-Marie são casados há anos e, juntos, cuidam de um salão de beleza que lhes tira todo o tempo para o lazer. Mas a visita a uma boate gay muda os rumos de seu casamento.
  • Marvin
  • Marvin
  • Marvin

Marvin

Marvin ou la belle éducation (França 2017). De Anne Fontaine. Com Catherine Mouchet, Finnegan Oldfield, Grégory Gadebois. Em cores/115’.

Sinopse

Sinopse

Marvin está em fuga: primeiro de seu vilarejo, em Vosges, depois da família e, por último, da intolerância e rejeição as quais era exposto por tudo que faziam dele um rapaz ”diferente”. Ele descobre o teatro e aliados que vão permitir que sua história seja contada por ele mesmo.
  • Nathalie X
  • Nathalie X
  • Nathalie X
  • Nathalie X
  • Nathalie X

Nathalie X

Nathalie... (Espanha, França 2003). De Anne Fontaine. Com Emmanuelle Béart, Fanny Ardant, Gérard Depardieu, Judith Magre. Em cores/101’.

Sinopse

Sinopse

Catherine e Bernard estão em crise. Casados há muito tempo, eles são sufocados pela rotina do trabalho, os muitos anos juntos e inúmeros compromissos. Desconfiada de que ele tenha uma amante, Catherine procura Marlene, uma bela prostituta loira, que passa a ser chamada de Nathalie. Nathalie deve se aproximar de Bernard e descobrir qual o seu segredo. Os relatos da garota são picantes. Ela descreve o que faz com Bernard na cama nos mínimos detalhes. Aos poucos as duas mulheres tornam-se amigas e confidentes. Com o passar do tempo, Catherine descobre muito mais.