Claire Denis

Claire Denis

(1948)

Biografia

Roteirista e diretora francesa. Filha de um administrador colonial, cresceu na Africa, no Camarão, no Burkina Faso e em Jibuti. Estudou Cinema no IDHEC (escola prestigiosa agora chamada FEMIS). Acabou os estudos em 1972.


Trabalhou como assistante de direção para Robert Enrico (Le Vieux fusil (1975), L'Empreinte des géants (1980)), Wim Wenders (Paris, Texas (1984), Les Ailes du désir (1987)) e Jim Jarmusch (Down by law (1986)).


Dirigiu o seu primeiro filme, Chocolat, em 1988, inspirado da sua infância no Camarão. Desde então, ela dirigiu vários filmes, cujos temas de predileção são a descrição do desejo e do amor, em toda a sua violência. O cinema de Claire Denis gravita entre narrativas sobre o estranhamento, a sexualidade, a intimidade, a subjetividade das relações, o estrangeiro. Trabalha quase sempre com uma equipe de colaboradores freqüentes, incluindo o roteirista Jean-Pôl Fargeau, a diretora de fotografia Agnès Godard, a montadora Nelly Quettier, o compositor Stuart Staples (dos Tindersticks) e os diversos atores que marcam presença em seus filmes, como Alex Descas, Isaach de Bankolé, Grégoire Colin, Béatrice Dalle e Vincent Gallo.




Participação nos filmes

  • Minha Terra, África
  • Minha Terra, África
  • Minha Terra, África
  • Minha Terra, África
  • Minha Terra, África

Minha Terra, África

White Material (França 2009). De Claire Denis. Com Christophe Lambert, Isaach de Bankolé, Isabelle Huppert. Em cores/107’. Classificação etária 16 anos.

Sinopse

Sinopse


Maria, mulher branca de origem francesa, tem uma grande plantação de café em uma província na África. Quando a guerra civil se instaura, o país transforma-se em zona de risco e todos os brancos são ordenados a partir. Maria, no entanto, recusa-se a abandonar a vida e os negócios. André, ex-marido e pai de seu filho, procura a ajuda do prefeito, de quem crê ser amigo. O que ele não sabe, contudo, é que o prefeito está envolvido no conflito. E, além disso, ninguém suspeita que nas terras de Maria se esconda um velho rebelde procurado. * Competição do Festival de Veneza 2009. * Selecionado no Festival do Rio 2009.

  • Nénette e Boni
  • Nénette e Boni
  • Nénette e Boni
  • Nénette e Boni

Nénette e Boni

Nénette et Boni (França 1996). De Claire Denis. Com Alice Houri, Gérard Meylan, Grégoire Colin, Jacques Nolot, Valeria Bruni Tedeschi. Em cores/108’.

Sinopse

Sinopse


Nénette e Boni foram criados separados porque seus pais eram divorciados. Boni trabalha em uma pizzaria para um casal intrigante quando sua irmã foge da escola e de repente reaparece. Os dois agora terão que se redescobrir.


Nice, Very Nice

Nice, Very Nice

(França 1995). De Claire Denis. Em cores/10’.

Sinopse

Sinopse


A contribuição de Claire Denis para o filme coletivo “À propos de Nice, la suite”, concebido como uma homenagem ao filme “À propos de Nice”, de 1930, dirigido por Jean Vigo. O filme, quase sem palavras, é rodado durante o carnaval de Nice e acompanha o trajeto de um rapaz que recebeu um revólver e uma ordem.

  • Noites Sem Dormir
  • Noites Sem Dormir
  • Noites Sem Dormir

Noites Sem Dormir

J'ai pas sommeil (França 1993). De Claire Denis. Com Béatrice Dalle. Em cores/110’.

Sinopse

Sinopse


É madrugada quando Daïga parte da Lituânia em direção a Paris ao volante de seu velho carro, tendo como bagagem apenas um pouco de dinheiro, dois números de telefone e muitos cigarros. Ela faz de uma vez só o caminho de Vilnius a Paris, está à procura de um lugar para morar e de um trabalho. Daïga é comediante e conhece Théo, um músico de jazz que ganha seu dinheiro através de trabalho ilícito, e que perdeu toda a esperança de voltar a Martinica com seu filho. Seu irmão homossexual, Camile, canta em bares à noite, trabalha como miché, trafica drogas e juntamente com seu amigo mata senhoras velhas. Ambos negros e com as esperanças perdidas.


O Vestido À Cerceau

O Vestido À Cerceau

La Robe à cerceau (França 1992). De Claire Denis. Em preto e branco/24’.

Sinopse

Sinopse

A contribuição de Claire Denis para o filme coletivo “Contre l'oubli” (Contra o esquecimento), patrocinado pela Anistia Internacional, é dedicada ao ativista sudanês pelos direitos humanos Mahmoud. Uma carta cinematográfica composta de uma música de Alain Souchon e de registros de dois homens negros caminhando pelo distrito parisiense de Belleville.
PROGRAMA DE CURTAS-METRAGENS DA CLAIRE DENIS

PROGRAMA DE CURTAS-METRAGENS DA CLAIRE DENIS

Programme des Courts Métrages de Claire Denis (França 2011). De Claire Denis. Em cores/35’. Classificação etária 14 anos..

Sinopse

Sinopse


15 De Maio (Le 15 Mai) - 1969, França , 29 min.
Para Ushari Ahmed Mahmoud, Do Sudão (Pour Ushari Ahmed Mahmoud, Soudan) - 1991, França , 4 min.
A Próposito De Uma Declaração (À Propos D´Une Déclaration) - 1996, França , 2 min.

  • Sexta-Feira à Noite
  • Sexta-Feira à Noite
  • Sexta-Feira à Noite

Sexta-Feira à Noite

Vendredi Soir (França 2001). De Claire Denis. Com Grégoire Colin, Hélène Fillières, Valérie Lemercier, Vincent Lindon. Em cores/86’.

Sinopse

Sinopse


Em novembro e dezembro de 1995, as greves dos transportes paralisam Paris. Laure, uma jovem, depois de muito refletir, resolve ir morar com o noivo François, médico. Enquanto está presa num engarrafamento, Frédéric, um caroneiro, sobe no seu carro. Uma atração mútua nasce instantaneamente do encontro e os leva a passar a noite juntos...


  • US Go Home
  • US Go Home
  • US Go Home

US Go Home

(França 1994). De Claire Denis. Com Alice Houri, Grégoire Colin. Em cores/67’.

Sinopse

Sinopse


Um filme de uma hora sobre o tempo, encomenda da televisão francesa para o projeto “Tous les garçons et les filles de leur âge”, que convidou 9 diretores, incluindo Olivier Assayas e André Techiné. Sobre a adolescência e a música marcante dessa época, Us Go Home é um filme quase autobiográfico, um choque cultural da volta de Denis da África a Paris. U.S. Go Home mostra a história de duas adolescentes, uma festa e as tensões sociais e sexuais que envolvem o evento.