François Ozon

François Ozon

(1967)

Biografia

François Ozon é um escritor e realizador francês. Obteve reconhecimento internacional pelos seus filmes <span style="font-weight: bold; font-style: italic;">8 mulheres</span> (em francês 8 femmes) (2002) e <span style="font-weight: bold; font-style: italic;">Swimming Pool</span> (2003).<br />François Ozon é considerado como um dos mais importantes jovens realizadores franceses na categoria "New Wave" do cinema francês, tal como Jean-Paul Civeyrac, Philippe Ramos ou Yves Caumon.<br />Em 1990, já depois de se licenciar em cinema pela Universidade de Paris I, François Ozon estudou na escola francesa de cinema La Femis.<br />Ozon realizou diversas curtas metragens, tais como <span style="font-weight: bold; font-style: italic;">Une robe d'été</span> (1996) e <span style="font-weight: bold; font-style: italic;">Scènes de lit </span>(1998) que reflectem já o seu estilo particular. A sua estreia em longas metragens deu-se com <span style="font-weight: bold;">Sitcom</span> (1998), que teve bom acolhimento quer da parte da crítica quer do público. Após a adaptação da obra de Fassbinder com Gotas de água em pedras escaldantes (2000) veio o filme que o tornou conhecido para além frontreiras, <span style="font-style: italic; font-weight: bold;">8 Mulheres</span>. Trata-se de uma adaptação cinematográfica da peça de boulevard de Robert Thomas e que conta com um elenco notável com Catherine Deneuve, Fanny Ardant, Isabelle Huppert e Emmanuelle Béart. O filme narra a história com uma sucessão de números musicais, uma produção a fazer lembrar os melodramas dos anos 50 de Hollywood. Em 2003 <span style="font-weight: bold; font-style: italic;">Swimming Pool</span> contou com a participação de Charlotte Rampling e de Ludivine Sagnier. Foi considerado por Ozon como sendo um filme muito pessoal e que dá uma visão do difícil processo de criação de uma novela ou argumento cinematográfico.




Participação nos filmes

  • Angel
  • Angel

Angel

(Bélgica, França 2007). De François Ozon. Com Charlotte Rampling, Lucy Russel, MICHAEL FASSBENDER, Romola Garaï, Sam Neill. Em cores/134’.

Sinopse

Sinopse

A filha de um comerciante sonha se tornar uma escritora famosa para então poder freqüentar uma bela mansão de campo, por onde sempre passa, mas onde não pode entrar. A precoce Angel derrama todos seus desejos românticos numa prosa florida, que acaba por chamar a atenção de um bem conceituado editor de Londres. A fama logo é conquistada. A opção pela trama é o artifício utilizado pelo diretor François Ozon para recriar o estilo e o visual dos grandes melodramas de Hollywood dos anos 30 e 40.
  • Dentro da casa
  • Dentro da casa

Dentro da casa

Dans la Maison (França 2012). De François Ozon. Com Fabrice Luchini, Kristin Scott Thomas. Em cores/105’.

Sinopse

Sinopse


Um menino de 16 anos, se insinua na casa de um colega de sua aula de literatura e escreve sobre isso em ensaios para o seu professor de francês. Confrontado com este aluno talentoso e incomum, o professor reencontra seu entusiasmo pelo seu trabalho, mas a intromissão do rapaz irá desencadear uma série de eventos incontroláveis.

Festival Varilux de Cinema Francês

Festival Varilux de Cinema Francês

(França 2011). De Abdellatif Kechiche, Alain Gagnol, François Ozon, Marc Fitoussi, Mia Hansen-Løve, Michel Leclerc, Pierre Salvadori. Com Audrey Tautou, Aure Atika, Catherine Deneuve, Fabrice Luchini, Gérard Depardieu, Isabelle Huppert, Jacques Gamblin, Jérémie Renier, Judith Godrèche, Karin Viard, Nathalie Baye, Sami Bouajila, Sandrine Bonnaire, Sara Forestier, Zinedine Soualem. Em cores/’.

Sinopse

Sinopse

Grandes nomes da cinematografia francesa; exibição de 10 filmes inéditos em 22 cidades; uma mostra em homenagem à atriz Sandrine Bonnaire com oito longas-metragens graças ao Institut Français; exibição de dois filmes ao ar livre e encontro profissional para discutir a distribuição cinematográfica entre o Brasil e a França: essa é a programação do Festival Varilux de Cinema Francês que acontece a partir de 8 de junho em 22 cidades brasileiras. O evento será simultâneo no Rio de Janeiro, São Paulo, Belém, Brasília, Campos, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Goiânia, João Pessoa, Juiz de Fora, Macaé, Maceió, Natal, Porto Alegre, São Luís, Santos, Salvador, Recife e Vitória. Em Fortaleza, o festival acontece no período de 16 a 23, e em Belo Horizonte, entre 24 e 30 de junho.

Mais informações sobre a programação aqui.

  • Gotas d'Água em Pedras Escaldantes
  • Gotas d'Água em Pedras Escaldantes
  • Gotas d'Água em Pedras Escaldantes
  • Gotas d'Água em Pedras Escaldantes
  • Gotas d'Água em Pedras Escaldantes

Gotas d'Água em Pedras Escaldantes

Gouttes d’eau sur pierres brulantes (França 2000). De François Ozon. Com Bernard Giraudeau, Ludivine Sagnier. Em cores/90’.

Sinopse

Sinopse


Anos 70, Alemanha. O ingênuo Franz, de 19 anos, conhece Leopold, um bem-sucedido homem de negócios, e vai viver com ele. No início, a diferença de idade não é um problema, mas o jogo de manipulação toma conta do relacionamento, fazendo com que vejam apenas suas diferenças e não o que têm em comum. A partir daí não existe mais “nós”. A situação fica ainda mais confusa quando as ex-namoradas de cada um deles entram em cena.Tanto Franz quanto Leopold estão infelizes. Franz perde sua identidade nos desejos de Leopold, que admite se cansar facilmente das coisas, perdendo o interesse depois de passada a exaltação inicial. Assim que estabelece uma relação de poder e dominação com seu parceiro, ele perde o interesse pelo mesmo. Franz, querendo ser amado, se deixa levar pelos jogos de Leopold.
Um provocante estudo de relacionamentos baseado na peça Tröpfen Auf Heisse Steine, escrita aos 19 anos por Rainer Werner Fassbinder, que nunca chegou a encená-la ou adaptá-la para o cinema.



  • Jovem e Bela
  • Jovem e Bela
  • Jovem e Bela
  • Jovem e Bela

Jovem e Bela

Jeune et Jolie (França 2013). De François Ozon. Com Frédéric Pierrot, Marine Vacth. Em cores/94’.

Sinopse

Sinopse

Um retrato de uma bela e jovem menina de 17 anos em quatro estações e quatro canções.
O amante duplo

O amante duplo

L'Amant Double (Bélgica, França 2017). De François Ozon. Com Jérémie Renier, Marine Vacth. Em cores/119’.

Sinopse

Sinopse

Uma frágil mulher apaixona-se por seu psicanalista. Alguns meses depois muda-se com ele, mas logo descobre que seu novo marido escondia uma parte de sua personalidade.
  • O Amor em 5 tempos
  • O Amor em 5 tempos
  • O Amor em 5 tempos
  • O Amor em 5 tempos
  • O Amor em 5 tempos

O Amor em 5 tempos

5x2 (Cinq Fois Deux) (França 2004). De François Ozon. Com Géraldine Pailhas, Valeria Bruni Tedeschi. Em cores/90’. Classificação etária 18 anos.

Sinopse

Sinopse

Cinco estágios de um relacionamento contados de trás pra frente: do divórcio de Marion e Gilles até o dia em que se conheceram. A partir desse ponto, o roteiro leva o espectador a conhecer os detalhes que formaram esse relacionamento.
* Prêmio de Melhor Atriz para Valeria Bruni Tedeschi no Festival de Veneza 2004 *.

  • O Refúgio
  • O Refúgio
  • O Refúgio
  • O Refúgio
  • O Refúgio

O Refúgio

Le Refuge (França 2009). De François Ozon. Com Isabelle Carré. Em cores/90’. Classificação etária 16 anos.

Sinopse

Sinopse


Mousse e Louis são jovens, lindos, ricos e se amam. Mas a droga tomou conta da vida deles. Um dia, Louis morre de overdose. Mousse sobrevive, e descobre que está grávida. Perdida, ela foge para uma casa longe de Paris. Alguns meses depois, o irmão de Louis a encontra neste refúgio.
"Ozon esculpe a luz, acaricia as emoções, captura um perfume no ar, atende mais uma vez o desejo de sua grande força vital, filma a gravidez como pessoa, sem ignorar o poder da melancolia. Com a simplicidade da grande arte." – L'Humanité

  • O Tempo Que Resta
  • O Tempo Que Resta
  • O Tempo Que Resta
  • O Tempo Que Resta
  • O Tempo Que Resta

O Tempo Que Resta

Le Temps qui reste (França 2005). De François Ozon. Com Jeanne Moreau, Marie Riviere, Melvil Poupaud, Valeria Bruni Tedeschi. Em cores/85’. Classificação etária 16 anos.

Sinopse

Sinopse


Romain, fotógrafo de sucesso com pouco menos de 30 anos, descobre que está com câncer e tem somente alguns meses de vida. Ele recusa-se a fazer quimioterapia e a revelar seu estado para a família e para o namorado. Ele vai aos poucos se isolando mais e ficando cada vez mais próximo da morte.

  • Oito Mulheres
  • Oito Mulheres
  • Oito Mulheres
  • Oito Mulheres

Oito Mulheres

Huit femmes (França 2001). De François Ozon. Com Emmanuelle Béart, Catherine Deneuve, Danielle Darrieux, Fanny Ardant, Isabelle Huppert, Ludivine Sagnier, Virginie Ledoyen. Em cores/103’.

Sinopse

Sinopse


O Natal se aproxima. Um assassinato é cometido numa antiga casa isolada. Quem será o culpado? Talvez uma das oito mulheres que frequentam esta casa cercada pela neve. Entre as oito suspeitas, atrizes de maior porte do cinema francês, que aceitaram um modesto cachê para estrelar no filme de François Ozon.
Um dos maiores sucessos de 2001 na França.