Francoise Lebrun



Participação nos filmes

  • A Mãe e a Puta
  • A Mãe e a Puta
  • A Mãe e a Puta
  • A Mãe e a Puta
  • A Mãe e a Puta

A Mãe e a Puta

La Maman et la putain (França 1973). De Jean Eustache. Com Bernadette Lafont, Francoise Lebrun, Jean-Pierre Léaud. Em preto e branco/217’.

Sinopse

Sinopse

Paris ainda sofre com as seqüelas de Maio de 68 quando um jovem, que aparentemente mantém relacionamento aberto com a mulher com quem vive, se apaixona por uma enfermeira de sexo fácil. Estabelece-se um triangulo amoroso com a ideia de manter um relacionamento a três.

  • Amanhã ao Amanhecer
  • Amanhã ao Amanhecer
  • Amanhã ao Amanhecer
  • Amanhã ao Amanhecer

Amanhã ao Amanhecer

Demain dès l'aube (França 2009). De Denis Dercourt. Com Aurélien Recoing, Francoise Lebrun, Gérald Laroche, Jérémie Renier, Vincent Perez. Em cores/96’.

Sinopse

Sinopse


Paul, o caçula de dois irmãos, tem uma paixão por batalhas históricas que o isola da realidade. Após um pedido da mãe, Mathieu, o mais velho, tenta ajudá-lo a superar sua dependência desse mundo secreto e misterioso, onde as fronteiras entre realidade e representação se misturam. Para ajudar o irmão, Mathieu não tem outra escolha senão tornar-se parte desse mundo.
* Seleção oficial do Festival de Cannes 2009.



Do Alto Das Escadas

En haut des marches (França 1983). De Paul Vecchiali. Com Danielle Darrieux, Francoise Lebrun, Hélène Surgère, Micheline Presle, Nicolas Silberg, Sonia Saviange. Em cores/90’.

Sinopse

Sinopse

A viúva de ex-colaboracionista do governo de Vichy, volta à sua cidade de Toulon, vinte anos depois, para vingar o marido. O marido de Françoise Canavaggia foi assassinado em 1945 em condições nunca esclarecidas, depois de denunciado como colaboracionista por sua própria família. Após o drama, Françoise foi obrigada a vender sua vila para as cunhadas e deixar Toulon. Cerca de vinte anos depois, Françoise está de volta com uma só obsessão: vingança. Ela voltou para matar essa gente que sujou seu passado e ocupa sua casa. Da estação até a vila, um trajeto repleto de lembranças dolorosas. Françoise chega ao pé dos degraus da vila. Terá ainda forças e determinação para levar seus planos adiante?
  • Séraphine
  • Séraphine
  • Séraphine

Séraphine

(Bélgica, França 2008). De Martin Provost. Com Francoise Lebrun, Ulrich Tukur, Yolande Moreau. Em cores/125’.

Sinopse

Sinopse

Baseado na história da pintora francesa Séraphine de Senlis, em 1914, Wilhelm Uhde, um famoso coletor de arte, aluga um apartamento afastado, para descansar da agitada vida que costuma levar em Paris. A faixineira do local tem quarenta anos e é uma mulher áspera que é piada dos outros, Certo dia, convidado pela dona do prédio, ele nota na sala de estar dela um pequeno quadro e fica surpreso ao saber que o artista é Séraphine. *Vencedor 7 César em 2009 (melhor atriz, melhor música, melhor fotografia, melhores figurinos, melhor cenário e melhor roteiro).