Georges Gachot

(1962)

Biografia

Nasceu em 8 de outubro de 1962 na França. Começou a tocar piano aos 5 anos de idade. Aos 18, deixou Paris para estudar Engenharia Elétrica em Zurique, na Suíça. Ao mesmo tempo continuava estudando piano e música. Ele se tornou ator de televisão e assistente de produção em 1985. Especializado em filmes musicais, ele dirigiu vídeos de música clássica.




Participação nos filmes

Maria Bethânia, música é perfume

Maria Bethânia, música é perfume

(França, Suíça 2005). De Georges Gachot. Com Caetano Veloso, Chico Buarque de Holanda, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Miúcha, Nana Caymmi. Em cores/82’. Classificação etária 10 anos.

Sinopse

Sinopse

Narrado pela própria Maria Bethânia, o filme não mostra apenas o processo criativo da cantora, mas também aborda a história musical do Brasil. Inicialmente musa da contracultura e depois rainha das baladas românticas, a carreira de Bethânia relaciona-se com o desenvolvimento social do Brasil. Para delinear essa trajetória, o diretor contou com as participações de outros artistas, como Gilberto Gil, Nana Caymmi, Miúcha, Chico Buarque de Holanda e Caetano Veloso.
Martha Argerich, conversas noturnas

Martha Argerich, conversas noturnas

Martha Argerich, conversations nocturnes (Alemanha, França, Suécia, Suíça 2002). De Georges Gachot. Em cores/57’.

Sinopse

Sinopse

Cercada de amigos, como o pianista brasileiro Nelson Freire, a lendária pianista argentina Martha Argerich fala de seus gostos, reflexões, temores e preferências. Imagens da Argentina natal, trechos de concertos recentes e de arquivo, incluindo suas primeiras apresentações em Varsóvia e Genebra, em 1957, se intercalam com a entrevista feita com o diretor. O fio condutor do documentário é esse entrevista noturna, realizada na casa da pianista.
O guarda-chuva Beatocello

O guarda-chuva Beatocello

L’ombrello di Beatocello (Suíça 2012). De Georges Gachot. Em cores/82’.

Sinopse

Sinopse


Durante um período de 20 anos, o pediatra suíço e violoncelista Batida Richner, alias "Beatocello", abriu cinco hospitais infantis no Camboja: instalações ultramodernas que salvou milhares de vidas. O filme segue de perto a carreira deste homem excepcional, misturando conta pessoal com material de arquivo. Um retrato que dá conta da vida diária e do trabalho deste visionário

  • Onde está você, João Gilberto?
  • Onde está você, João Gilberto?
  • Onde está você, João Gilberto?

Onde está você, João Gilberto?

Where are you, João Gilberto? (Alemanha, França, Suíça 2018). De Georges Gachot. Em cores/107’.

Sinopse

Sinopse

Inspirado no livro “HO-BA-LA-LÁ – À Procura de João Gilberto”, do escritor alemão Marc Fischer, Georges Gachot resolve realizar o sonho do autor, e o seu também, e desembarca no Rio de Janeiro em busca de João Gilberto. Seguindo os passos de Fischer, ele não mede esforços e entra em contato com diversos amigos e parceiros do músico em sua jornada.
  • Rio Sonata
  • Rio Sonata
  • Rio Sonata
  • Rio Sonata

Rio Sonata

(França, Suíça 2010). De Georges Gachot. Em cores/84’.

Sinopse

Sinopse

Rio Sonata evidencia o talento de Nana Caymmi e sua importância para a música brasileira, destacando sua personalidade com diversos trechos de entrevista da cantora, que é um dos grandes ícones da história de nossa MPB. Misturando imagens de palco e entrevistas, o documentário apresenta carinhosamente Nana Caymi. Em forma de referência, o filme remonta a trajetória da cantora, ex-mulher de Gilberto Gil, musa de Milton Nascimento e amiga de Nelson Freire.