Jean Dasté



Participação nos filmes

  • A Grande Ilusão
  • A Grande Ilusão
  • A Grande Ilusão
  • A Grande Ilusão

A Grande Ilusão

La Grande illusion (França 1937). De Jean Renoir. Com Jean Dasté, Jean Gabin, Julien Carette, Marcel Dalio, Pierre Fresnay. Em preto e branco/108’.

Sinopse

Sinopse


Por volta de 1916-1917, num campo de prisioneiros de guerra na Alemanha, os franceses Boeldieu, aristocrata, Maréchal, contramestre e Rosenthal, banqueiro judeu, arquitetam um plano de fuga. No último instante são transferidos para uma fortaleza comandada por von Rauffenstein que se mostra simpático a Boüeldieu. Este é morto por Rauffenstein quando dá cobertura à fuga de Maréchal e Rosenthal. Recolhidos por uma mulher alemã, os fugitivos conseguem atravessar a fronteira para a Suíça.

  • Boudu Salvo do afogamento
  • Boudu Salvo do afogamento
  • Boudu Salvo do afogamento
  • Boudu Salvo do afogamento
  • Boudu Salvo do afogamento

Boudu Salvo do afogamento

Boudu sauvé des eaux (França 1932). De Jean Renoir. Com Ch. Granval, J. Becker, J. Gehret, Jean Dasté, M. Dalban, Marcelle Hainia, Michel Simon, Renoir, Séverine Lerezinska. Em preto e branco/80’. Classificação etária 14 anos.

Sinopse

Sinopse

Um livreiro parisiense salva do suicídio, nas águas do Sena, o vagabundo Boudu, que se instala em sua casa e acaba dormindo com sua mulher, e até com a criada... Longe de se mostrar grato ao gesto do homem, o vagabundo dedica-se, com furiosa obstinação, a subverter e destruir a ordem burguesa em que passa a viver. Uma das obras-primas de Renoir com imagens realistas das ruas de Paris, próximas à Notre Dame.

  • Muriel
  • Muriel
  • Muriel
  • Muriel
  • Muriel

Muriel

Muriel ou Le Temps d'un retour (França, Itália 1963). De Alain Resnais. Com Delphine Seyrig, Françoise Bertin, Jean Dasté. Em cores/115’.

Sinopse

Sinopse

Contando novamente com a colaboração do escritor Jean Cayrol, que escreveu o texto de Noite e Neblina, Resnais faz um novo mergulho pelos meandros da memória, pondo lado a lado passado e presente, realidade e imaginação, para contar a história de um grupo de pessoas na cidade de Boulogne, no início da década de 1960. O enredo centra-se nos personagens de uma viúva (a Delphine Seyrig, que ganhou a Taça Volpi de melhor atriz em Veneza, em 1963) e seu jovem enteado (Jean-Baptiste Thiérrée), amobos às voltas com difíceis lembranças que lhes pertubam o passado. Um antigo amor da juventude (Jean-Pierre Kérien) volta à vida da mulher e espanta o tédio de sua existência. Já o rapaz é assombrado por memórias de uma atrocidade que testemunhou durante a guerra da Argélia, quando uma jovem chamada Muriel foi torturada até a morte.

  • Nada Pessoal
  • Nada Pessoal
  • Nada Pessoal
  • Nada Pessoal
  • Nada Pessoal

Nada Pessoal

Rien de personnel (França 2009). De Mathias Gokalp. Com Denis Podalydes, Jean Dasté, Jean-Pierre Darroussin, Mélanie Doutey, Pascal Greggory. Em cores/91’.

Sinopse

Sinopse

Para o lançamento de seu mais novo produto, a companhia farmacêutica Muller promove uma grandiosa confraternização, convidando todos os seus funcionários. No entanto, conforme a noite avança, as comemorações são interrompidas por um exercício de dinâmica de grupo no qual todos os presentes são convocados a participar, e o verdadeiro objetivo do evento é revelado: trata-se de um treinamento para o novo quadro de pessoal da empresa. Os boatos de que a companhia está para ser vendida em breve se confirmam, levando todos ao desespero.
* Semana da Critica do Festival de Cannes 2009.

  • O Garoto Selvagem
  • O Garoto Selvagem
  • O Garoto Selvagem
  • O Garoto Selvagem
  • O Garoto Selvagem

O Garoto Selvagem

L'Enfant sauvage (França 1970). De François Truffaut. Com Jean Dasté. Em preto e branco/85’.

Sinopse

Sinopse

Três caçadores encontram uma criança selvagem, que possui 11 ou 12 anos. Ele é apelidado de Selvagem de Aveyron, sendo que se alimenta de grãos e raízes, não anda como um bípede nem fala, lê ou escreve. O professor Jean Itard se interessa pelo menino, que é levado a Paris para se determinar seu grau de inteligência e ver como se comporta. A mentalidade do menino é delicada, pois desde cedo foi privado da educação, por não conviver com ninguém da espécie humana. Itard começa a educá-lo. Fracassará?