Jérémie Renier

Biografia

<br />




Participação nos filmes

  • Propriedade Privada
  • Propriedade Privada
  • Propriedade Privada
  • Propriedade Privada

Propriedade Privada

Nue propriété (Bélgica, França, Luxemburgo 2006). De Joachim Lafosse. Com Isabelle Huppert, Jérémie Renier, Yannick Renier. Em cores/105’.

Sinopse

Sinopse

Pascale mora com seus filhos gêmeos, Thierry e François, na casa que herdou do ex-marido. A família vive uma relação de dependência mútua, ao mesmo tempo íntima e agressiva. Os irmãos já são adultos, mas ainda seguem brigando violentamente entre si. Pascale resolve começar uma vida nova e apresenta seu namorado aos filhos, mas eles reagem com desdém. Decide então que a única forma de se libertar é vender a casa e expulsar os dois. Mas isso inicia uma verdadeira guerra entre os três. E nela, cada um tentará impor sua vontade sobre o outro.
* Seleção Oficial Festival de Veneza 2006
  • Saint Laurent
  • Saint Laurent
  • Saint Laurent
  • Saint Laurent
  • Saint Laurent

Saint Laurent

(França 2014). De Bertrand Bonello. Com Gaspard Ulliel, Jérémie Renier, Léa Seydoux. Em cores/150’.

Sinopse

Sinopse

Entre os anos 1967 e 1976, o estilista Yves Saint-Laurent reinou sozinho no mundo da alta costura francesa. Esta biografia mostra o seu processo criativo, as fotografias e entrevistas polêmicas, a relação com o marido e empresário Pierre Berger, os casos amorosos extra-conjugais e a relação com o álcool e as drogas, que quase destruíram o império da marca YSL.
  • Saint-Cyr
  • Saint-Cyr
  • Saint-Cyr

Saint-Cyr

(França 2000). De Patricia Mazuy. Com Isabelle Huppert, Jérémie Renier, Nina Meurisse. Em cores/119’.

Sinopse

Sinopse

1686, Charretes carregadas de moças maltrapilhas chegam à propriedade de Saint-Cyr, onde a Senhora de Maintenon, mulher "secreta" de Louis XIV, mandou construir sua escola. Nesta escola, deverão ser formadas mulheres cultas, inteligentes e livres, em outras palavras: modernas. Saint-Cyr era antes de mais nada o ingresso da Senhora de Maintenon para o paraíso: a intriguenta esperava aliviar sua consciência para com Deus, evitando que 250 moças se tornassem protitutas de segundo escalão ou vadias da corte. *Cannes 2000: Prêmio Juventude para a diretora.* *César 2001: Melhor Figurino; indicado para Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro, Melhor Atriz Principal, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Música.* Prêmio Jean Vigo 2000.*