Lou Doillon



Participação nos filmes

  • Beije Quem Você Quiser
  • Beije Quem Você Quiser
  • Beije Quem Você Quiser
  • Beije Quem Você Quiser
  • Beije Quem Você Quiser

Beije Quem Você Quiser

Embrassez qui vous voudrez (França, Grã-Bretanha (Reino Unido, UK), Itália 2002). De Michel Blanc. Com Michel Blanc, Carole Bouquet, Charlotte Rampling, Clotilde Courau, Denis Podalydes, Gaspard Ulliel, Jacques Dutronc, Karin Viard, Lou Doillon, Mélanie Laurent, Sami Bouajila, Vincent Elbaz. Em cores/103´’.

Sinopse

Sinopse

Dez dias na vida de cinco casais, seus amigos, filhos e amantes, durante férias na praia. Dez dias em que estes casais poderão se separar, trair, brigar e amar, em meio a descobertas e pequenos deslizes. Há, entre eles, um ciumento inveterado, uma mulher rica e entediada, uma mãe solteira e seu namorado narcisista. Uma teia de aventuras capaz de provocar um belo incêndio. Elisabeth, uma burguesa fútil e ociosa casada com um homem de negócios cínico e sem ilusões, decide ir de férias para um hotel de luxo no Touquet, estação balneária do norte de França. Véronique, uma amiga, convence o marido, um depressivo sem vintém, a ir ter com eles. Só que este apenas consegue alugar uma caravana, em vez da prometida suíte no hotel Westminster. Dois dias antes da partida, Elizabeth convida também Julie, mãe solteira, a partilhar a sua suite juntamente com o bebé. Mal chega, Julie apaixona-se por Maxime, um sedutor sem escrúpulos.

  • Caixas
  • Caixas
  • Caixas

Caixas

Boxes (França 2007). De Jane Birkin. Com Michel Piccoli, Jane Birkin, Annie Girardot, Lou Doillon, Maurice Benichou, Natacha Regnier, Tcheky Karyo. Em cores/95’.

Sinopse

Sinopse


Anna, uma inglesa de 50 anos, acabou de se mudar para uma casa de praia antiga no litoral britânico. Neste espaço enorme e vazio, ela está aparentemente sozinha com as suas caixas. Mas delas, no entanto, surgem as suas lembranças mais importantes. Emergem os seus ex-maridos, seu pai, sua mãe, seus filhos e seus fantasmas. Vivos ou mortos, seus três grandes amores e seus três filhos ocupam a casa, para confrontá-la e amá-la. Anna tem, enfim, a chance de encontrar o perdão por seus erros do passado e alcançar a paz para o resto de seus dias.
* Seleção oficial no Festival de Cannes - 2007.

  • Gigola
  • Gigola
  • Gigola
  • Gigola
  • Gigola

Gigola

(França 2010). Com Lou Doillon, Marie Kremer, Thierry Lhermitte. Em cores/101’.

Sinopse

Sinopse


George é uma jovem cheia de carisma e espírito aventureiro que nasceu numa família tradicionalmente católica. Na adolescência, ela se apaixona por sua professora Sybil. Anos depois, devastada pelo suicídio de sua amante, ela embarca numa jornada imprudente pela noite do bairro parisiense de Pigalle nos anos 60. Depois que ela conhece Odette, uma mulher mais velha, rica e atraente que lhe oferece dinheiro e presentes em troca de favores sexuais, George se transforma em Gigola, uma espécie de gigolô feminina.

  • Políssia
  • Políssia
  • Políssia
  • Políssia
  • Políssia

Políssia

Polisse (França 2011). De Maiwenn Le Besco. Com Anthony Delon, Carole Franck, Karin Viard, Lou Doillon, Marina Foïs, Nicolas Duvauchelle, Sandrine Kiberlain. Em cores/127’.

Sinopse

Sinopse


Uma jornalista cobrindo assuntos policiais é designada à divisão juvenil. Mas ela tem um caso com um dos seus assuntos.

  • Um Filho Seu
  • Um Filho Seu
  • Um Filho Seu
  • Um Filho Seu

Um Filho Seu

Un enfant de toi (França 2012). De Jacques Doillon. Com Lou Doillon. Em cores/136’.

Sinopse

Sinopse

Aos sete anos, Lina começou a desconfiar de seus pais, amados porem firmemente separados. Será que eles se encontram em segredo? Logo, ela consegue provas. Que doido! É aí que a mãe dela conta que quer ter outro filho, como se ela, Lina, não fosse o suficiente. Aliás, com quem ela vai fazer esse filho? É, que doido!