Marc Barbe



Participação nos filmes

  • A Loucura de Almayer
  • A Loucura de Almayer
  • A Loucura de Almayer
  • A Loucura de Almayer

A Loucura de Almayer

La Folie Almayer (Bélgica, França 2009). De Chantal Akerman. Com Marc Barbe. Em cores/2010’.

Sinopse

Sinopse


Em algum lugar do Sudeste da Ásia , longe de tudo, perto de um rio tumultuoso. Um rio que tem um papel decisivo nesta história. Uma história simples que reúne paixão e sonho, racismo e dinheiro, desejo de independência e fraqueza, e além de tudo o amor de um pai para com sua filha...

  • Como um leão
  • Como um leão

Como um leão

Comme un lion (França 2011). De Samuel Collardey. Com Marc Barbe. Em cores/102’.

Sinopse

Sinopse

Mitri é um garoto de 15 anos que mora no Senegal. Como a maioria de seus amigos, ele joga futebol e sonha em algum dia poder jogar para o Barça ou o Chelsea. Quando um agente de recrutamento mostra interesse nele, Mitri acredita que seu dia chegou. Sua família entra em dívida para pagar sua viagem a Europa. Ao chegar a Paris, seu sonho desaba e ele é deixado sozinho. Sem um centavo, em uma cidade desconhecida e sem querer enfrentar a vergonha em voltar para sua vila, ele começa sua jornada.
  • Culpado
  • Culpado
  • Culpado

Culpado

Coupable (França 2008). De Laetitia Masson. Com Amira Casar, Anne Consigny, Denis Podalydes, Hélène Fillières, Jérémie Renier, Marc Barbe. Em cores/105’.

Sinopse

Sinopse


Esta é a história de Lucien Lambert, um advogado comum. Um dia lhe é proposto o negócio da sua vida: defender uma mulher, Blanche Grandville, suspeita de ter matado seu marido. Visitando, numa noite de insônia, a casa abandonada de sua cliente, ele encontra Marguerite Marquet, a cozinheira dos Grandville. É uma menina estranha, que não lembra nenhuma outra. Inocente? Mesmo? Um homem os observa a cada noite: Louis Berger, um inspetor de polícia. Cada um busca a verdade, cada um se pergunta sobre o amor. Quem é culpado? Quanto mais a investigação avança, mais a dúvida se instala, mais o mistério se aprofunda...

  • Na Mira do Inimigo
  • Na Mira do Inimigo
  • Na Mira do Inimigo
  • Na Mira do Inimigo
  • Na Mira do Inimigo

Na Mira do Inimigo

L'Ennemi intime (França, Marrocos 2007). Com Albert Dupontel, Aurélien Recoing, Benoît Magimel, Eric Savin, Marc Barbe, Vincent Rottiers. Em cores/111’.

Sinopse

Sinopse

De Florent Emilio Siri.

No ano de 1954, foi criada a força civil Frente de Libertação Nacional para libertar a Argélia, então colônia francesa há 130 anos. Em resposta às resoluções da FNL, para negociar a independência, a França enviou 500 mil jovens recrutas para lutarem. Em 1959 dentro do próprio ambiente militar, a tendência à loucura e ao mal se expressava neste período obscuro. Ali, franceses tornaram-se torturadores, não importando se eram crianças, adultos ou idosos, deixando de lado seus valores humanos e, muitas vezes, esquecedo de quem eram. Um dos soldados, chamado pelos companheiros de tenente substituto, começa a se questionar até que ponto esta guerra é realmente justa.

  • Nannert, la soeur de Mozart
  • Nannert, la soeur de Mozart
  • Nannert, la soeur de Mozart
  • Nannert, la soeur de Mozart
  • Nannert, la soeur de Mozart

Nannert, la soeur de Mozart

(França 2010). Com Marc Barbe. Em cores/115’.

Sinopse

Sinopse

De René Féret.


Criança prodígio, Nannerl Mozart se apresenta com seu jovem irmão em todas as cortes europeias. Ao final de uma viagem de três anos com a família, ela conhece em Versalhes o filho de Luis XV, que a incentiva a escrever música. Mas na época, uma moça não tinha o direito de compor...

  • Prenda-me
  • Prenda-me
  • Prenda-me

Prenda-me

Arrêtez-moi (França, Luxemburgo 2012). De Jean-Paul Lilienfeld. Com Marc Barbe, Miou-Miou, Sophie Marceau. Em cores/96’.

Sinopse

Sinopse

Uma noite, uma mulher vai a uma delegacia confessar o assassinato do seu marido violento cometido há muitos anos. Mas à medida que a policial interroga essa mulher, menos tem vontade de prendê-la.
  • Três turnos
  • Três turnos
  • Três turnos
  • Três turnos

Três turnos

Trois huit (França 2000). De Philippe Le Guay. Com Bastien Le Roy, Bernard Ballet, Gérard Laroche, Luce Mouchel, Marc Barbe. Em cores/95’. Classificação etária 14 anos.

Sinopse

Sinopse

Pierre é bom pai e bom marido e trabalha numa fábrica de vidro. Para poder construir sua casa durante o dia, decide trabalhar à noite. Sua mulher e seu filho aceitam a idéia. Na sua nova equipe de trabalho, Pierre encontra Fred, um brigão de araque, atraente e brutal, que passa a provocá-lo constantemente. Os outros operários não dizem nada: faz parte do jogo da integração ao grupo... Mas o mal-estar de Pierre e a revolta de seu filho pela "covardia do pai" acabam destabilizando sua vida.
  • Vozes Silenciosas
  • Vozes Silenciosas
  • Vozes Silenciosas
  • Vozes Silenciosas
  • Vozes Silenciosas

Vozes Silenciosas

Qu'un seul tienne et les autres suivront (França 2009). De Léa Fehner. Com Farida Rahouadj, Julien Lucas, Marc Barbe, Pauline Etienne, Reda Kateb, Vincent Rottiers. Em cores/119’. Classificação etária 14 anos.

Sinopse

Sinopse


Na sala de visitas de uma prisão francesa, a vida de um grupo de homens e mulheres se conecta por acaso através de destinos comuns. A mãe de um assassinado argelino, o sósia de um criminoso muito perigoso, a namorada de um jovem rebelde, um médico que finge cinismo e a irmã de um assassino têm uma hora para fazer as pazes com a vida. Cada um terá de assumir o próprio destino. Se um só conseguir ficar em pé, os outros também ficarão...
* Prêmio Louis Delluc do primeiro filme *;
* Les Lumières 2010 - Melhor Espoir Féminin *;
* Indicado ao César 2010 - Melhor Primeiro Filme e melhor Revelação Feminina.