Mathieu Carriere



Participação nos filmes

  • A Mulher do Aviador
  • A Mulher do Aviador
  • A Mulher do Aviador
  • A Mulher do Aviador
  • A Mulher do Aviador

A Mulher do Aviador

La Femme de l'aviateur (França 1980). De Eric Rohmer. Com Fabrice Luchini, Marie Riviere, Mathieu Carriere, Philippe Marlaud. Em cores/101’.

Sinopse

Sinopse


François ama Anne. Como ele trabalha à noite nos Correios, os encontros são difíceis. Certa manhã, chegando apressado para encontrá-la, ele a vê saindo de casa braços dados com seu ex, Christian, que chegara de madrugada para romper definitivamente. Anne, que percebe tudo, deixa que François fique dominado por sua imaginação ciumenta. Obcecado pelo medo de ter sido traído, ele resolve não dormir e fica vagando pelas ruas de Paris, quando, numa mesinha de um café, ele vê seu rival na companhia de uma loura. Intrigado, ele os segue. Uma jovem percebe o quadro e numa ruela do bairro de Buttes-Chaumont, ela o aborda…

Giordano Bruno

(França, Itália 1973). Com Charlotte Rampling, Gian Maria Volontè, Hans Christian Blech, Mathieu Carriere. Em cores/123’.

Sinopse

Sinopse

Uma das principais obras do cinema político italiano dos anos 1970. Retrata um dos episódios mais polêmicos da história: julgamento e execução do astrônomo, matemático e filósofo italiano Giordano Bruno (1548-1600). Pensador audaz e independente, ele foi queimado vivo na fogueira da Inquisição em 17 de fevereiro de 1600, na praça de Fores, em Roma. No clímax, um dos inquisidores lhe pergunta: “E a verdade católica?”. Giordano responde ironicamente com outra pergunta: “Existem duas verdades: uma católica e outra filosófica?”. A fotografia do mestre Vittorio Storaro reproduz a luminosidade gerada por archotes.
  • India song
  • India song

India song

(França 1975). De Marguerite Duras. Com Delphine Seyrig, Didier Flamand, Mathieu Carriere, Michael Lonsdale, Vernon Dobtcheff. Em cores/120’.

Sinopse

Sinopse

Escrito por Duras para o teatro, adaptado para o rádio em 1971, publicado em 1973 e filmado em 1974/75, narra a história de Anne-Marie Stretter, a mulher do Embaixador em Calcutá, através de vários romances e amores anteriores. Filme representativo da adaptação cinematográfica do "Nouveau Roman". César 1976: Melhor atriz (Delphine Seyrig), melhor música e som.