Michel Bouquet



Participação nos filmes

  • A Mulher Infiel
  • A Mulher Infiel
  • A Mulher Infiel
  • A Mulher Infiel
  • A Mulher Infiel

A Mulher Infiel

La Femme infidèle (França, Itália 1968). De Claude Chabrol. Com Maurice Ronet, Michel Bouquet, Michel Duchaussoy, Stéphane Audran. Em cores/98’.

Sinopse

Sinopse


Charles Desvallees suspeita que sua mulher, Helene, tem um caso e contrata um detetive particular para segui-la. Ele enfrenta a dor da traição conjugal ao descobrir que Helene se encontra constantemente com um homem mais jovem, Victor Pegala.

  • A Noiva Estava de Preto
  • A Noiva Estava de Preto
  • A Noiva Estava de Preto
  • A Noiva Estava de Preto
  • A Noiva Estava de Preto

A Noiva Estava de Preto

La Mariée était en noir (França 1967). De François Truffaut. Com Claude Rich, Jean-Claude Brialy, Jeanne Moreau, Michael Lonsdale, Michel Bouquet. Em cores/107’.

Sinopse

Sinopse

Após uma tentativa de suícido, Julie kohler conhece vários homens sucessivamente: Bliss, um sedutor que ela empurra do alto de um balcão; Morane, um político que ela deixa morrer asfixiado; Fergus, pintor que ela assassina com uma flechada. São alguns dos homens que, acidentalmente, assassinaram seu marido nas escadarias da igreja, logo após concluída a cerimônia de casamento.

  • A Sereia do Mississipi
  • A Sereia do Mississipi
  • A Sereia do Mississipi
  • A Sereia do Mississipi
  • A Sereia do Mississipi

A Sereia do Mississipi

La Sirene du Mississipi (França 1969). De François Truffaut. Com Catherine Deneuve, Jean-Paul Belmondo, Michel Bouquet, Nelly Borgeaud. Em cores/120’.

Sinopse

Sinopse

Louis Mathé é um rico industrial plantador de tabaco das ilhas Reunião que decide se casar, e para isso coloca anúncios no jornal. Conhece assim Julie Roussel, mulher maravilhosa, que conheceu primeiramente por cartas. Depois do casamento, ela desaparece, levando consigo todo o dinheiro de Louis. Ele parte atrás da farsante e a reencontra casualmente na França, depois de colocar um detetive no seu encalço. Na realidade, seu nome é Marion, garota de programa que tomou o lugar da verdadeira Julie. Entretanto, ela consegue sensibilizar Louis. Nesse momento, o detetive reaparece. Temendo não conseguir livrá-la da polícia, Louis o mata. Ele e ela fogem e se refugiam num chalé. Ela tenta envenená-lo e ele confessa estar louco de amor. Eles partem juntos pela neve.

  • Ao Anoitecer
  • Ao Anoitecer
  • Ao Anoitecer
  • Ao Anoitecer

Ao Anoitecer

Juste avant la nuit (França, Itália 1971). De Claude Chabrol. Com François Perier, Michel Bouquet, Stéphane Audran. Em cores/100’.

Sinopse

Sinopse


Charles Masson, um publicitário casado, estrangula sua amante, que era a mulher de seu melhor amigo François Tellier. Atormentado pela culpa, Charles conta tudo para a sua esposa, Hélène.
* Por esse trabalho, Stéphane levou o BAFTA de Melhor Atriz.

Como matei meu pai

Como matei meu pai

Comment j'ai tué mon Père (França 2001). De Anne Fontaine. Com Emmanuelle Béart, Charles Berling, Dominique Reymond, Karole Rocher, Michel Bouquet, Olivier Perrier. Em cores/100’.

Sinopse

Sinopse

Jean-Luc é um quarentão que se deu bem na vida, pelo menos em aparência. Médico respeitado, casado com a belíssima Isa, ajuda seu jovem irmão que é ator, empregando-o na sua bela casa burguesa. Mas a vida de Jean-Luc e seus próximos é abalada no dia em que seu pai retorna, após um exílio voluntário de muitos anos. César 2002 (Oscar francês): Melhor Ator (Michel Bouquet) Locarno 2001: indicado para o Leopardo de Ouro
  • Grande Carrossel
  • Grande Carrossel
  • Grande Carrossel

Grande Carrossel

Grand manège: qu'est-ce qui fait tourner Claude Chabrol? (França 2006). De Olivier Bourbeillon. Com Benoît Magimel, Bernardette Lafont, Jacques Gamblin, Michel Bouquet, Sandrine Bonnaire, Stéphane Audran, Thomas Chabrol. Em cores/52’.

Sinopse

Sinopse


Uma homenagem ao diretor Claude Chabrol, que é convidado para uma mesa redonda em um jantar de luxo na ilustre companhia de nomes como Stéphane Audran, Sandrine Bonnaire, Michel Bouquet, Suzanne Flon, e Thomas Chabrol, filho do cineasta.

O pequeno quarto

O pequeno quarto

La petite chambre (França, Luxemburgo, Suíça 2011). Com Michel Bouquet. Em cores/87’.

Sinopse

Sinopse

Edmond recusa a idéia de ficar num asilo e também os cuidados da Rose, a acompanhante. Mas um dia, uma queda obriga o Edmond a aceitar a ajuda de Rose...
O Último Mitterrand

O Último Mitterrand

Le Promeneur du Champ de Mars (França 2005). De Robert Guédiguian. Com Jalil Lespert, Michel Bouquet, Philippe Fretun. Em cores/116’.

Sinopse

Sinopse

Os últimos momentos do ex-presidente François Mitterrand, que governou a França por 14 anos e morreu em 1996. O velho político, já combalido pelo câncer e sem esperanças, é entrevistado por um jovem e entusiasmado jornalista de esquerda, querendo tirar o máximo proveito dos ensinamentos do estadista. Mas Mitterrand joga por terra as expectativas do rapaz e se mostra pessimista em relação ao futuro do país. “Sou o último dos grandes presidentes, depois de mim só haverá financistas e contadores”, diz o presidente em determinado momento.

Veja o trailer!

  • Renoir
  • Renoir
  • Renoir

Renoir

(França 2012). De Gilles Bourdos. Com Christa Theret, Michel Bouquet, Vincent Rottiers. Em cores/101’.

Sinopse

Sinopse

A Côte d'Azur. 1915. Nos seus anos de crepúsculo, Pierre-Auguste Renoir é atormentado pela perda de sua esposa, as dores de artrite e velhice, e a terrível notícia de que seu filho Jean foi ferido em batalha. Mas quando uma jovem miraculosamente entra em seu mundo, o velho pintor é preenchido com uma energia nova e totalmente inesperada. Em chamas com a vida e beleza radiante, Andrée vai se tornar sua última modelo , além da fonte de um rejuvenescimento notável. De volta à casa da família para convalescer, Jean também cai sob o feitiço nova da estrela ruiva do firmamento de Renoir. Em seu Éden Mediterrâneo - e em face da forte oposição de seu pai - ele se apaixona por este espírito selvagem indomável ... e enquanto faz isso, dentro de um Jean de vontade fraca, abalado pela batalha, um cineasta começa a crescer.
  • São Vicente de Paulo - O Capelão das Galeras
  • São Vicente de Paulo - O Capelão das Galeras
  • São Vicente de Paulo - O Capelão das Galeras
  • São Vicente de Paulo - O Capelão das Galeras
  • São Vicente de Paulo - O Capelão das Galeras

São Vicente de Paulo - O Capelão das Galeras

Monsieur Vincent (França 1947). De Maurice Cloche. Com Jean Carmet, Aimé Clariond, Gabrielle Dorziat, Gabrielle Fonta, Jean Debucourt, Michel Bouquet, Pierre Dux, Pierre Fresnay. Em preto e branco/107’.

Sinopse

Sinopse

São Vicente de Paulo teve uma infância extremamente pobre e sofrida, e passou muitos anos trabalhando como escravo. Anos depois, ao tornar-se padre, começou os primeiros trabalhos humanitários de caridade, trabalhando para trazer paz e harmonia entre os nobres e os pobres durante o século XVII, na França, numa época em que a peste negra dizimava milhares de vidas. Um dos melhores retratos biográficos religiosos já produzidos, * Vencedor de um Oscar *, um * Globo de Ouro *, e um * Prêmio de Melhor Ator no Festival de Veneza - Pierre Fresnay *