Michel Leclerc

Biografia

Nasceu na França. Começa a carreira como cronista de TV. Roteirista e diretor, fez seu primeiro curta-metragem em 2002, Le poteau rose, premiado no Festival de Clermont-Ferrand. Estreou em longas em 2006 com J'invente rien.




Participação nos filmes

  • A luta de classes
  • A luta de classes
  • A luta de classes

A luta de classes

La Lutte des Classes (França 2018). De Michel Leclerc. Com Edouard Baer, Leïla Bekhti, Ramzy Bedia. Em cores/103’.

Sinopse

Sinopse

Corentin, filho de Paul e Sofia, tem um mistério: em sua escola e nos ambientes que frequenta, ele só se relaciona com crianças semelhantes a ele. Na sala de aula, essa identificação - que não se sabe qual - é o ponto que une Corentin a seus amigos. Porém, quando seus colegas se mudam de colégio, o menino passa a ser o único da classe. Qual será a sua grande singularidade, já que crianças costumam não diferenciar gênero, classe social, cor da pele ou religião?
  • Anos Incríveis
  • Anos Incríveis
  • Anos Incríveis

Anos Incríveis

Télé Gaucho (França 2012). De Michel Leclerc. Com Emmanuelle Béart, Eric Elmosnino, Félix Moati, Maiwenn Le Besco, Sara Forestier. Em cores/112’.

Sinopse

Sinopse

Com a popularização das filmadoras portáteis, um grupo de amigos decide criar seu próprio canal de televisão e, sobretudo, fazer uma revolução. Assim nasce a “Télé Gaucho”, anarquista e provocadora.
Festival Varilux de Cinema Francês

Festival Varilux de Cinema Francês

(França 2011). De Abdellatif Kechiche, Alain Gagnol, François Ozon, Marc Fitoussi, Mia Hansen-Løve, Michel Leclerc, Pierre Salvadori. Com Audrey Tautou, Aure Atika, Catherine Deneuve, Fabrice Luchini, Gérard Depardieu, Isabelle Huppert, Jacques Gamblin, Jérémie Renier, Judith Godrèche, Karin Viard, Nathalie Baye, Sami Bouajila, Sandrine Bonnaire, Sara Forestier, Zinedine Soualem. Em cores/’.

Sinopse

Sinopse

Grandes nomes da cinematografia francesa; exibição de 10 filmes inéditos em 22 cidades; uma mostra em homenagem à atriz Sandrine Bonnaire com oito longas-metragens graças ao Institut Français; exibição de dois filmes ao ar livre e encontro profissional para discutir a distribuição cinematográfica entre o Brasil e a França: essa é a programação do Festival Varilux de Cinema Francês que acontece a partir de 8 de junho em 22 cidades brasileiras. O evento será simultâneo no Rio de Janeiro, São Paulo, Belém, Brasília, Campos, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Goiânia, João Pessoa, Juiz de Fora, Macaé, Maceió, Natal, Porto Alegre, São Luís, Santos, Salvador, Recife e Vitória. Em Fortaleza, o festival acontece no período de 16 a 23, e em Belo Horizonte, entre 24 e 30 de junho.

Mais informações sobre a programação aqui.

J'invente Rien

(França 2006). De Michel Leclerc. Em cores/88’.

Sinopse

Sinopse

Paul não tem objetivo na vida e Mathilde, que sustenta o casal, fica louca para que ele encontre um. Se continuar assim, é bem possível que ela o deixe. Então Paul resolve inventar alguma coisa. Algo que lhe dará um objetivo na vida, uma idéia que lhe trará glória e dinheiro sem se cansar muito e devolverá a Mathilde a motivação para amá-lo. É assim que ele inventa a ?alça de punho?, um achado revolucionário que permite carregar os sacos de compras sem machucar os dedos. Uma idéia simples, mas genial
  • Os Nomes do Amor
  • Os Nomes do Amor
  • Os Nomes do Amor
  • Os Nomes do Amor
  • Os Nomes do Amor

Os Nomes do Amor

Le Nom des gens (França 2010). De Michel Leclerc. Com Carole Franck, Jacques Boudet, Jacques Gamblin, Michèle Moretti, Sara Forestier, Zinedine Soualem. Em cores/104’. Classificação etária 12 anos.

Sinopse

Sinopse


Bahia Benmahmoud, uma jovem extrovertida, não hesita em dormir com seus oponentes políticos para tentar convertê-los para sua causa. De maneira geral, ela obtém bons resultados. Até o dia em que ela conhece Arthur Martin, um quarentão discreto que não é de se arriscar...
* Indicado a Melhor Filme no César 2011

"Michel Leclerc assina um filme incrivelmente inteligente, com diálogos densos e tratando de temas sérios com um humor ácido.” -Aurélie Vautrin, Filmsactu

  • Uma Abordagem de Alain Resnais
  • Uma Abordagem de Alain Resnais

Uma Abordagem de Alain Resnais

Une approche d'Alain Resnais, révolutionnaire discrèt (França 1980). De Michel Leclerc. Em cores/59’.

Sinopse

Sinopse


Na biografia de Alain Resnais, descobrimos poucas coisas. O filme desenha o retrato do autor de Hiroshima Mon Amour, através de trechos de seus filmes e testemunhos daqueles que o acompanhavam - seu professor no Idhec, Jean Mitry e seus colaboradores, Jacques Sternberg, Alain Robbe-Grillet, Jorge Semprum, Jean Cayrol.