Patricia Mazuy



Participação nos filmes

  • Esporte para moças
  • Esporte para moças
  • Esporte para moças
  • Esporte para moças

Esporte para moças

Sport de filles (França 2011). De Patricia Mazuy. Com Bruno Ganz, Josiane Balasko, Marina Hands. Em cores/101’.

Sinopse

Sinopse

Indignada com a venda do cavalo de salto que lhe prometeram, Gracieuse, uma talentosa amazona, se demite do haras que a contratou. Ela começa do zero, aceitando entrar como cavalariço na pista de adestramento ao lado da fazenda de seu pai. A proprietária, Joséphine Silène, explora com mão de ferro a reputação internacional do treinador alemão Franz Mann, um ex-campeão sarcástico e desgastado. Os cavaleiros ricos de todo o mundo competem pelo conhecimento de Mann, mas também o estimam! Este microcosmo de poder e dinheiro não faz parte de Gracieuse, que só tem a riqueza do seu talento, sua personalidade forte e, especialmente, sua garra. Conectada a 100.000 volts, pronta a enfrentar Franz Mann e todos os obstáculos – até mesmo ficar fora da lei - ela persegue sua única obsessão: ter seu próprio cavalo e chegar ao topo.
  • Paul Sanchez Está de Volta
  • Paul Sanchez Está de Volta
  • Paul Sanchez Está de Volta

Paul Sanchez Está de Volta

Paul Sanchez Est Revenu! (França 2017). De Patricia Mazuy. Com Laurent Lafitte, Philippe Girard , Zita Hanrot. Em cores/110’.

Sinopse

Sinopse

Paul Sanchez, criminoso desaparecido há dez anos, foi visto na estação ''Arcs sur Argens''. Na guarda policial, não acreditamos nisso, exceto talvez a jovem Marion ...
  • Saint-Cyr
  • Saint-Cyr
  • Saint-Cyr

Saint-Cyr

(França 2000). De Patricia Mazuy. Com Isabelle Huppert, Jérémie Renier, Nina Meurisse. Em cores/119’.

Sinopse

Sinopse

1686, Charretes carregadas de moças maltrapilhas chegam à propriedade de Saint-Cyr, onde a Senhora de Maintenon, mulher "secreta" de Louis XIV, mandou construir sua escola. Nesta escola, deverão ser formadas mulheres cultas, inteligentes e livres, em outras palavras: modernas. Saint-Cyr era antes de mais nada o ingresso da Senhora de Maintenon para o paraíso: a intriguenta esperava aliviar sua consciência para com Deus, evitando que 250 moças se tornassem protitutas de segundo escalão ou vadias da corte. *Cannes 2000: Prêmio Juventude para a diretora.* *César 2001: Melhor Figurino; indicado para Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro, Melhor Atriz Principal, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Música.* Prêmio Jean Vigo 2000.*