Pauline Acquart



Participação nos filmes

  • A Turma de Juliette
  • A Turma de Juliette
  • A Turma de Juliette

A Turma de Juliette

La bande à Juliette (França 2016). De Aurélien Peyre. Com Aurélien Vacher, Faustine Levin, Pauline Acquart. Em cores/48’. Classificação etária Livre.

Sinopse

Sinopse

Maglone e Juliette têm dezenove anos. Depois de se formar no colégio, Juliette decide estudar artes visuais. Lá ela faz novos amigos e os convida a ficar na casa de férias da família na Normandia, onde ela irá apresentá-los a Maglone. Juliette e eu nos conhecemos desde a sexta série. Eu não conheço sua turma de amigos, mas qualquer amigo dela é amigo meu.
  • L'Apollonide, Os Amores da Casa de Tolerância
  • L'Apollonide, Os Amores da Casa de Tolerância
  • L'Apollonide, Os Amores da Casa de Tolerância
  • L'Apollonide, Os Amores da Casa de Tolerância
  • L'Apollonide, Os Amores da Casa de Tolerância

L'Apollonide, Os Amores da Casa de Tolerância

L'Apollonide, souvenirs de maison Close (França 2011). De Bertrand Bonello. Com Céline Salette, Hafsia Herzi, Jacques Nolot, Pauline Acquart, Xavier Beauvois. Em cores/122’.

Sinopse

Sinopse


Início do século XX: o bordel L’Apollonide está vivendo seus últimos dias. Neste mundo fechado, onde alguns homens se apaixonam e outros se tornam viciosamente dependentes, as garotas dividem seus segredos. Uma das prostitutas tem a face marcada por uma cicatriz que lhe desenha um sorriso trágico. Em volta da mulher que ri, a vida das outras garotas se organiza; suas rivalidades, seus medos e suas dores... Do mundo exterior, não se tem notícia. A maison está fechada.

  • Lírios d'Água
  • Lírios d'Água
  • Lírios d'Água
  • Lírios d'Água
  • Lírios d'Água

Lírios d'Água

Naissance des pieuvres (França 2007). De Celine Sciamma. Com Louise Blachère, Pauline Acquart. Em cores/85’.

Sinopse

Sinopse

No subúrbio parisiense, há pouca coisa para fazer no verão. Marie, Anne e Floriane são três amigas de quinze anos. Elas praticam nado sincronizado e, enquanto convivem pelos corredores da academia, começam a ter os primeiros sentimentos de desejo, amor e violência. Floriane é linda e sempre atrai olhares. Marie, a mais nova, observa muito e fala pouco. Anne é a gorducha simpática, mas sempre solitária. Elas vivem juntas um processo de descoberta e nascimento da feminilidade. Nos vestiários da piscina, as meninas descobrem novas emoções e os seus primeiros desejos sexuais, com todas as ambigüidades da adolescência. * Filme apresentado na mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes 2007.