Pierre Yameogo

Biografia

Pierre Yameogo nasceu em 1955 em Koudougou. Depois de um estágio na televisão de Burkina, cursou o conservatório de cinema francês, e a universidade Paris VIII. Investe em cinema criando sua própria estrutura de produção na França para desenvolver histórias rodadas em Burkina. Principais trabalhos: Dunia, 1987, média-metragem, ficção. Laafi, 1991, longa-metragem, ficção (Semana da Crítica Cannes 1991) Wendemi, l´enfant du bom dieu, 1992, longa-metragem, ficção (Um certain regard Cannes 1993) Silmandé Tourbillon, 1998, longa-metragem, ficção.




Participação nos filmes

  • Bayiri
  • Bayiri

Bayiri

Bayiri, la patrie (Burkina Fasso 2011). De Pierre Yameogo. Em cores/90’.

Sinopse

Sinopse

Através dos imigrantes de Burkina Faso que vivem na Costa do Marfim, perdida em meio a uma guerra civil, o diretor levanta questões ligadas a vulnerabilidade da situação dos imigrantes em várias sociedades e sofrimento de civis durante uma guerra.

  • Eu e meu Branco
  • Eu e meu Branco
  • Eu e meu Branco
  • Eu e meu Branco
  • Eu e meu Branco

Eu e meu Branco

Moi et mon Blanc (Burkina Fasso, França, Suécia 2003). De Pierre Yameogo. Com Abdoulaye Komboudri, Anne Roussel, Bruno Predebon, Micheline Compaoré, Pierre Loup Rajot, Ray Ainsi Lema, Samuel Poirier, Serge Bayala. Em cores/90’.

Sinopse

Sinopse

Mamadi, estudante de Burkina Faso, e Frank, jovem francês, trabalham como vigias da noite num estacionamento. Através das telas do equipamento de segurança acompanham as idas e vindas, a prostituição e o tráfico de drogas que acontece entre o movimento dos automóveis. Uma noite, Mamadi descobre um embrulho abandonado, com drogas e dinheiro, e decidem ficar com ele, mas são perseguidos pelos donos... escondem-se um tempo na casa de Frank, depois voam para Ouagadougou... Nessa aventura, cada um deles vai descobrir o mundo do outro.