Rachid Bouchareb

Rachid Bouchareb

(1953)

Biografia

Nasceu em 1º de setembro de 1953, perto de Paris. De 1977 a 1983, ele trabalhou como diretor assistente na French National Television Production Society, indo depois para a TF1 e Antenne2. Ao mesmo tempo, começou a fazer curtas-metragens. Em 1985, ele dirigiu seu primeiro longa, <span style="font-weight: bold;">Bâton Rouge</span>, e em 1988, com Jean Bréhat, fundou a produtora Tessalit. Em 1991, apresentou seu segundo filme, Cheb, premiado no Festival de Locarno e também vencedor do prêmio Perspectives du Cinema, em Cannes. Dirigiu ainda, entre outros, <span style="font-weight: bold;">Poussières de Vie</span> (1995), <a href="/cinemateca/cinema/?filme=40"><span style="font-weight: bold;">Little Senegal</span></a> (2001) e <span style="font-weight: bold;">L’Ami y’a Bon</span> (2005). Participou da 24ª Mostra como produtor do filme <span style="font-weight: bold;">Queridinha</span>, de Anne Villacèque. Por <a href="/cinemateca/cinema/?filme=922"><span style="font-weight: bold;">Indigènes</span></a>, Bouchareb conquistou o prêmio François Chalais e os cinco atores principais levaram o prêmio conjunto de interpretação masculina, ambos no Festival de Cannes 2006. Bouchareb está presente também na 30ª Mostra como produtor de <a href="/atualidades/cinema/?info=no-cimena&filme=926"><span style="font-weight: bold;">Flandres</span></a>.




Participação nos filmes

Bâton rouge

Bâton rouge

(França 1985). De Rachid Bouchareb. Em cores/90’.

Sinopse

Sinopse

"My first film ´Baton Rouge´ shows the strong pull of the United States and not of the Maghreb. At that time I didn´t feel myself to be directly confronted with my land of birth." Rachid Bouchareb
  • Dias de Glória
  • Dias de Glória
  • Dias de Glória
  • Dias de Glória
  • Dias de Glória

Dias de Glória

Indigènes (Argélia, Bélgica, França, Marrocos 2006). De Rachid Bouchareb. Com Bernard Blancan, Jamel Debbouze, Mélanie Laurent, Roschdy Zem, Sami Bouajila, Samy Nacéri. Em cores/128’.

Sinopse

Sinopse


Em 1943, 130 mil soldados originários das colônias francesas na África foram para a Europa lutar na Segunda Guerra e ajudar a libertar uma pátria-mãe na qual nunca antes haviam estado. "Dias de Glória" conta a história de quatro desses homens, desde a sua convocação em seus países de origem até o fim da Guerra.
* Vencedor do Prêmio de Melhor Ator no Festival de Cannes de 2006 *

  • Fora da Lei
  • Fora da Lei
  • Fora da Lei

Fora da Lei

Hors la loi (Argélia, Bélgica, França, Tunísia 2010). De Rachid Bouchareb. Com Bernard Blancan, Jamel Debbouze, Roschdy Zem, Sami Bouajila. Em cores/138’.

Sinopse

Sinopse


Expulsos de suas terras na Argélia, três irmãos e sua mãe são obrigados a se separar. Messaoud se alista como soldado na Indochina. Em Paris, Abdelkader lidera o movimento pela independência da Argélia, enquanto Said faz fortuna nos cassinos e nos clubes de boxe de Pigalle. O destino deles, selado em torno do amor à mãe, se cruza com o de uma nação que luta pela liberdade.
* Festival de Cannes 2010, Seleção Oficial *;
* Oscar 2010, Seleção Oficial na categoria do Melhor Filme em língua estrangeira. *

  • Little Senegal
  • Little Senegal
  • Little Senegal

Little Senegal

(Alemanha, Argélia, França 2000). De Rachid Bouchareb. Com Karim Koussein Traore, Roschdy Zem, Sharon Hope, Sotigui Kouyate. Em cores/98’.

Sinopse

Sinopse

Apaixonado pela história de seu povo, Alloune que vive na África decide visitar as Américas à procura dos descendentes de seus ancestrais, deportados como escravos, dois séculos atrás. Das plantações do Sul à Little Senegal, um bairro africano do Harlem, Alloune acaba encontrando uma prima distante, Ida, que ignora tudo de seu passado. Guiado pelo desejo de reunir sua família além dos séculos e fronteiras, e levado por seu envolvimento com Ida, ele encontra seu sobrinho Hassan, motorista de taxi clandestino, e sua noiva Eileen, grávida e esquiva; encontra também Karim, disposto a tudo com Amalris para obter sua green card... No filme, aparecem enfim todas as contradições entre a América dos Negros e a África de seus antepassados.

  • London River
  • London River
  • London River
  • London River

London River

(Argélia, França, Grã-Bretanha (Reino Unido, UK) 2009). De Rachid Bouchareb. Com Bernard Blancan, Roschdy Zem, Sotigui Kouyate. Em cores/88’.

Sinopse

Sinopse


Elisabeth Sommers vive em uma ilha do Canal da Mancha. Ousmane é africano e mora no interior da França, onde trabalha como guarda florestal. Ele, mulçumano, ela, cristã. Em comum, apenas o fato de seus filhos estudarem em Londres. Em julho de 2005, as notícias de atentados terroristas na capital britânica correm o mundo, e Ousmane e Elisabeth perdem contato com os filhos. Na falta de notícias, decidem ir atrás deles. Sua busca irá aproximá-los e, apesar das diferenças religiosas, os dois se unirão pela fé de encontrar seus filhos vivos.

* Urso de Prata de Melhor Ator no Festival de Berlim 2009. *

  • Simplesmente uma mulher
  • Simplesmente uma mulher

Simplesmente uma mulher

Just Like a Woman (Estados Unidos, França, Grã-Bretanha (Reino Unido, UK) 2011). De Rachid Bouchareb. Em cores/96’.

Sinopse

Sinopse

Depois de terminar um relacionamento, Marilyn decide participar de um concurso de dança do ventre com a sua melhor amiga. As duas embarcam em uma viagem de autoconhecimento e transformação.
  • Unidos pela França
  • Unidos pela França

Unidos pela França

L'Ami y'a bon (França 2004). De Rachid Bouchareb. Em cores/9’.

Sinopse

Sinopse


A França declara guerra à Alemanha em 1940. Aby, no Senegal, é convocado para ajudar o país. Retorna para casa em 1944.