Rufus



Participação nos filmes

  • Au nom de la terre
  • Au nom de la terre
  • Au nom de la terre
  • Au nom de la terre

Au nom de la terre

(França 2018). De Edouard Bergeon. Com Anthony Bajon, Guillaume Canet, Rufus, Veerle Baetens. Em cores/103’.

Sinopse

Sinopse

Pierre tinha 25 anos quando voltou de Wyoming para encontrar sua noiva Claire e assumir a fazenda da família. Vinte anos depois, a operação cresceu e a família também. É a hora dos dias felizes, pelo menos no começo ... As dívidas estão se acumulando e ele está exausto no trabalho. Apesar do amor da mulher e dos filhos, vai afundando aos poucos ... Construído como uma saga familiar e, segundo a própria história do diretor, o filme traz uma perspectiva humana sobre a evolução do mundo agrícola nos últimos 40 anos. anos.
  • O Clone
  • O Clone
  • O Clone
  • O Clone
  • O Clone

O Clone

À ton image (França 2004). De Aruna Villiers. Com Christophe Lambert, Nastassja Kinski, Raoul Billerey, Rufus. Em cores/93’.

Sinopse

Sinopse


Inconformada por não poder mais engravidar, Mathilde decide tentar um método nada convencional para ser mãe. Apoiada pelo marido e também médico, ela tem o próprio embrião clonado, gerando a si mesma. Da mesma forma que nasceu, a criança cresce descontroladamente e aos poucos se mostra uma ameaça.

  • O Fabuloso Destino de Amélie Poulain
  • O Fabuloso Destino de Amélie Poulain
  • O Fabuloso Destino de Amélie Poulain
  • O Fabuloso Destino de Amélie Poulain
  • O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

Le Fabuleux destin d'Amélie Poulain (França 2001). De Jean-Pierre Jeunet. Com Audrey Tautou, Mathieu Kassowitz, Rufus. Em cores/120’. Classificação etária Livre.

Sinopse

Sinopse

O filme conta a história de Amélie, uma menina cujos pais a privaram de freqüentar a escola e ter contato com outras crianças, por acharem que ela apresentasse uma anomalia no coração. Ao crescer, Amélie muda-se do subúrbio para o bairro parisiense de Montmartre, onde começa a trabalhar como garçonete em um pequeno café e mora em um apartamento alugado onde vive suas fantasias. Certo dia porém, sua vida sofre uma transformação radical no dia em que descobre, em seu banheiro, uma antiga caixa cheia de objetos infantis pertencentes ao antigo morador do apartamento, Dominique. Empolgada, assume a missão de encontrar o dono e entregar o que achou, anonimamente. Essa jornada irá conduzi-la a um mundo totalmente novo. Ao notar que ele chora de alegria ao reaver o seu objeto, a moça fica impressionada e remodela sua visão do mundo. A partir de então, Amélie se engaja na realização de pequenos gestos a fim de ajudar e tornar mais felizes as pessoas ao seu redor. Ela ganha aí um novo sentido para sua existência. Em uma destas pequenas grandes ações ela encontra um homem por quem se apaixona à primeira vista. E então seu destino muda para sempre… * César de Melhor Filme, Diretor, Trilha Sonora e Diração de Arte *; * Bafta de Melhor Roteiro Original e Diração de Arte *; * 5 Indicações para o Oscar.

  • Quando a Porca Torce o Rabo
  • Quando a Porca Torce o Rabo
  • Quando a Porca Torce o Rabo
  • Quando a Porca Torce o Rabo
  • Quando a Porca Torce o Rabo

Quando a Porca Torce o Rabo

Sa Majesté Minor (França 2007). De Jean-Jacques Annaud. Com Claude Brasseur, Jean-Luc Bideau, José Garcia, Rufus, Vincent Cassel. Em cores/101’.

Sinopse

Sinopse


Um dos diretores mais festejados do chamado ''cinema histórico", Jean Jacques Annaud mergulha, agora, numa pequena comunidade helênica que habitou a região do mar Egeu séculos antes de Cristo. Assim, acompanhe o cotidiano de um membro da tribo que nunca aprendeu a falar e estranhamente come e dorme com os porcos, mas que vê sua vida mudar totalmente quando descobre uma floresta habitada por criaturas mitológicas.

  • Reflexos do Passado
  • Reflexos do Passado
  • Reflexos do Passado
  • Reflexos do Passado
  • Reflexos do Passado

Reflexos do Passado

Metroland (Espanha, França, Grã-Bretanha (Reino Unido, UK) 1998). Com Elsa Zylberstein, Rufus. Em cores/96’.

Sinopse

Sinopse

De Philip Saville.


Dois amigos passam a vida querendo sair de Metroland. Mas quando o fazem, não é para melhorar de vida.

  • Trem da Vida
  • Trem da Vida
  • Trem da Vida
  • Trem da Vida
  • Trem da Vida

Trem da Vida

Train de vie (Bélgica, França, Holanda, Israel, Romênia 1998). De Radu Mihaileanu. Com Clément Harrari, Lionel Abelanski, Michel Muller, Rufus. Em cores/103’.

Sinopse

Sinopse


Um vilarejo na Europa Oriental, em 1941, recebe o alerta de que os nazistas estão chegando para deportar e matar todos os judeus. Começa o alvoroço na cidade, para tentarem a fuga através de um trem, fazendo-se passar por prisioneiros de guerra comandados pelos nazistas.
* Veneza 1998: Prêmio Fipresci - Melhor Primeiro Filme e Prêmio Anicaflash -Radu Mihaileanu *;
* Cinema Brazil Grand Prize 2001: Indicado Melhor Filme Estrangeiro;
* César 1999: Indicado Melhor Roteiro e Melhor Revelação Masculina - Lionel Abelanski;
* São Paulo 1998: Prêmio de Audiência - Melhor Filme e Prêmio de Crítica. *