Um Homem que Grita

  • Um Homem que Grita
  • Um Homem que Grita
  • Um Homem que Grita
  • Um Homem que Grita
  • Um Homem que Grita

Un homme qui crie (Bélgica, Chile, França 2010).

De Mahamat Saleh Haroun. Drama em cores/92’.

República do Chade nos dias de hoje. Adam, sessenta e poucos anos, é um ex-campeão de natação e trabalha na piscina de um hotel de luxo na capital N’Djamena. Quando investidores chineses compram o hotel, ele é forçado a se demitir para que seu filho Abde assuma a função e se sente humilhado. O país está à beira de uma guerra civil. Forças rebeldes atacam o governo, que pede para a população contribuir com o “esforço de guerra” enviando dinheiro ou um voluntário com idade para combater. Constantemente, o governo local cobra de Adam sua parte na contribuição. Mas ele não tem dinheiro, tem apenas um filho. * Prêmio do Júri em Cannes 2010 *; * Vencedor do Prêmio Humanidade na Mostra Internacional de Cinema de SP *.


Presente nos festivais