Mediacine
Destaques da semana

NOVEMBRE NUMÉRIQUE BRASIL: DIGITAL E TERRITÓRIO(S)

Ao longo do mês de novembro de 2017, o Instituto Francês do Brasil colocará em destaque as culturas digitais em suas mais diversas formas: exposição de webcriações francesas, ateliês digitais para crianças e adolescentes, debates, mostra de games, eventos transmídia e projeções especiais de obras inovadoras que terão lugar  nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Natal. Através do cruzamento entre as diferentes áreas da cultura, a primeira edição do Novembre Numérique Brasil será articulada em torno de uma temática forte e mobilizante: Digital e Território(s). Em plena Era Digital, as noções de território, espaço(s) e fronteiras são continuamente redefinidas. O digital abre um universo de possibilidades na hora de criar, se informar, viajar, aprender e comunicar, através de obras inovadoras que não cessam de se reinventar e reinventar o mundo. 15 destas obras estarão reunidas na French Touch de la Webcréation, uma exposição itinerante do Institut Français de obras dirigidas à uma variedade de suportes (computadores, tabletes), que cobrem os campos do livro multimídia, do webdocumentário e dos games. O Cinemaison, cineclube do Consulado Geral da França no Rio de Janeiro, receberá uma programação especial de webséries francesas e brasileiras participantes do Rio Web Fest 2017. A Embaixada da França no Brasil convida também o vencedor do Marseille Web Fest, o mais concorrido festival de webséries do mundo, para participar da competição brasileira do Rio Web Fest 2017. Além disso, o espaço cultural A Maison receberá a Mostra de Jogos Digitais produzidos pelos alunos Curso Superior de Tecnologia em Jogos Digitais do IFRJ campus Eng. Paulo de Frontin em torno da temática Digital e Território(s). Outro festival parceiro é o francês OuiShare, que se dedica a encontrar soluções aos desafios do nosso tempo através de ferramentas digitais e da cultura colaborativa. A 2ª edição brasileira OuiShare#ColaborAmerica será realizada de 23 a 25 de novembro e contará com a presença de personalidades internacionais, entre elas o idealizador do OuiShare ParisAntonin Leonard, a maior voz francesa falando sobre economia colaborativa no momento e uma das referências mundiais no assunto. Além disso, toda última segunda-feira do mês a partir de novembro, sob a forma de conferência interativa, a Hor@ Digital será um espaço aberto para descobrir novas plataformas, aplicativos e projetos inovadores made in França. A programação completa do Novembre Numérique Brasil aqui


FLUP – FEIRA INTERNACIONAL LITERÁRIA DAS PERIFERIAS

A Festa Literária das Periferias (FLUP) surgiu em 2012 para fortalecer o papel das periferias brasileiras nos debates sobre literatura e leitura. Este ano, o evento chega à sua 6ª edição na capital carioca entre os dias 10 e 15 de novembro no Vidigal. O festival reúne artistas e escritores do mundo inteiro para debater, experimentar, produzir e ampliar o poder da leitura. O francês Laurent Cantet, considerado uma referência cinematográfica internacional no debate sobre a exclusão e sobre a representação da juventude de classes sociais menos abastadas, ministratá o Laboratório de Narrativas Negras para Audiovisual, analisando e debatendo projetos de roteiristas negros. Cantet realizou Entre os muros da escola (2008), um drama com ares de documentário que recebeu a Palma de Ouro no Festival de Cannes e fala sobre a vulnerabilidade de alunos e professores frente a uma realidade social desigual e injusta. Ele participa também da mesa redonda Agora por nós mesmos ao lado de Paulo Lins, em comemoração aos 20 anos do livro Cidade de Deus. O debate acontece no Galpão da ONG Horizonte no dia 11 de novembro, às 16h. Além disso, seu filme A Trama, selecionado no Festival de Cannes deste ano, será exibido na próxima quinta-feira, 9 de novembro, às 19h. O filme, que estreia comercialmente no dia 16 de novembro, acompanha o desenrolar de uma oficina literária de verão organizada na cidade de La Ciotat, a 30 quilômetros de Marselha. A programação completa está disponível aqui. Apoio: Embaixada da França no Brasil.


FOTÓGRAFO E CINEASTA, FRANCÊS RAYMOND DEPARDON GANHA RETROSPECTIVA NO CCBB RIO

Aos 75 anos, o consagrado artista francês Raymond Depardon é um homem de muitas facetas. E duas delas – a de fotógrafo e a de cineasta – poderão ser conhecidas pelo público carioca a partir de novembro quando o Centro Cultural do Banco do Brasil recebe uma retrospectiva de suas obras. A exposição Un moment si doux, entre 1 de novembro e 22 de janeiro de 2018, contará com cerca de 170 fotos em cores e a mostra Depardon Cinema vai exibir 28 filmes, principalmente documentários, entre 3 e 22 de janeiro de 2018. Com formatos e dimensões variadas, as fotografias foram tiradas em países da Europa, África e América Latina, incluindo Brasil. Autorretrato, paisagens, personagens e situações corriqueiras do dia a dia são algumas cenas retratadas. Já os filmes selecionados foram produzidos entre 1969 e 2017, destacando-se temas como o universo psiquiátrico (São Clemente, de 1980, Emergências, de 1989, e 12 Dias, o último filme dele que esteva na seleção oficial do Festival de Cannes 2017), o mundo camponês (três longas na série Perfis Camponeses entre 2000 e 2008), o Chade (La captive du désert, de 1989) o sistema judiciário (Presos em flagrante, de 1994), o mundo politico (Um presidente em campanha, de 2002), a vida quotidiana francesa (Jornal da França, de 2012,  e Os habitantes, de 2016), sempre com um olhar humanista. O trabalho do Raymond Depardon foi consagrado com inúmeros prêmios no mundo inteiro: Gran Premio Nacional da Fotografia, César do Melhor Documentário, Prêmio Louis Delluc, entre outros.  Além da exibição dos longas-metragens, o cineasta Raymond Depardon participará de uma palestra sobre documentários. A programação completa está disponivel aqui. Ao fim da programação no Rio de Janeiro, a exposição segue para São Paulo. Apoio: Embaixada da França no Brasil.


CONVIDADOS FRANCESES NO JANELA INTERNACIONAL DE CINEMA DO RECIFE

O Janela Internacional de Cinema do Recife chega à sua 10ª edição entre os dias 3 e 12 de novembro na capital pernambucana, trazendo 120 filmes de 50 países que formam um panorama contemporâneo e de clássicos do cinema mundial. O cineasta francês Laurent Cantet, que foi também convidado para a 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e participará da FLUP, estará presente para apresentar de seu novo filme A trama (2017), selecionado no Festival de Cannes deste ano. O drama integra a Sessão Especial do Janela e será exibido em sessão seguida de debate no dia 4 de novembro às 15h10 no Cinema São Luiz. No dia seguinte, ele ministrará também uma masterclass sobre cinema no Cinema do Museu às 11h. Outro nome francês estará presente no evento: Martin Verdet apresentará seu documentário O Peixe (2017), que integra a Mostra Competitiva do Festival, em outra sessão seguida de debate no dia 10 de novembro, às 16h no Cinema São Luiz. Além disso, o Adido Audiovisual da Embaixada da França, Raphaël Ceriez, irá a Recife participar do evento. A França também estará representada pelos títulos Camocim (2017) de Quentin Laroche e 120 Batimentos por Minuto (2017) de Robin Campillo na Sessão Especial e Jovem Mulher (2017) de Léonor Serraille na Mostra Competitiva. Este último rendeu à diretora o prêmio Camera d’Or na Mostra Un Certain Regard do Festival de Cannes 2017. Marcado pelo tema “Heroínas”, o festival trará na Sessão de Clássicos obras de Agnès Varda (Uma canta, a outra não, 1977), Ousmane Sembène (Garota Negra/A Negra de…, 1966) e Chantal Akerman (Jeanne Dielman, 23, Quai du Commerce, 1080 Bruxelles, 1975). Uma parceria inédita entre o Janela de Cinema e o Cinélatino – Rencontres de Toulouse traz também para a programação a Mostra Cinélatino – Rencontres de Toulouse, com dois programas de curtas-metragens: Pequenas Histórias da América Latina #2, direcionado para um público infanto-juvenil, e Occitânia, composto por curtas oriundos da região Occitanie, no sudeste francês, onde o festival francês tem lugar. No domingo, 12 de novembro, o festival chega ao fim em uma cerimônia de encerramento especial: será realizado um cine-concerto com projeção de Protéa (1913) de Victorin-Hippolyte Jasset em parceria com o Conservatório Pernambucano de Música. A programação completa está disponível aqui. Apoio: Embaixada da França no Brasil.


CURTA CINEMA: FESTIVAL INTERNACIONAL DE CURTAS DO RIO DE JANEIRO

A 27ª edição do Festival Curta Cinema traz ao público fluminense uma seleção de 150 filmes com o melhor da produção mundial contemporânea do formato curta-metragem. Até o dia 8 de novembro, o festival, que qualifica o vencedor para concorrer a uma vaga no Oscar, vai exibir títulos de 27 países lançados a partir de 2016. A França estará representada na Mostra Competitiva internacional com Orfeo de Isabel Pagliai e Les Miserables de Ladj Ly, na Competitiva Nacional com Meninas Formicida de João Paulo Miranda Maria (França/Brasil), no Panorama Latino Americano com El Hombre de Cartón de Michael Labarca (Venezuela/França), na Mostra em Trânsito com Rei de Alfeu França, no Foco Suíça com Tišina Mujo de Ursula Meier (Suíça/França/Bosnia e Herzegovina/Alemanha/Itália/Portugal) e na Mostra Fora de Competição com The Dead Fish Story de Marion Naccache (França/Brasil). A programação completa está disponível aqui. Todas as sessões têm entrada franca.


6º FRICINE - FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA SOCIOAMBIENTAL, FRIBUGO

O FRICINE - Festival Internacional de Cinema Socioambiental chega à sua 6a edição entre os dias 14 e 19 de novembro em Friburgo, cidade serrana do estado do Rio de Janeiro. O FRICINE tem por objetivo exibir, divulgar e premiar obras audiovisuais, ideias e ações que contribuam para promover a superação dos problemas que perturbam a Paz da Humanidade e ameaçam a Vida na Terra. Seu objetivo principal é promover o debate sobre os principais problemas que o ser humano e seu ecossistema enfrentam na atualidade. Além das mostras competitivas, são organizados paineis de discussão sobre temas como o céu e a Terra, biodiversidade, problemas socioambientais e inteligência artificial. A França estará representada pelo curta-metragem Ninguém Morre Aqui (2016) de Simon Panay, sobre trabalhadores de uma mina de ouro em Benin, país localizado na costa ocidental da África, e pelo longa Historias da planície (2016) de Christine Seghezzi, que aborda a substituição da criação de animais e vegetais pelo cultivo de soja transgênica nos pampas argentinos. Acesse a lista completa de filmes que compõe a programação aqui.


XIII PANORAMA INTERNACIONAL COISA DE CINEMA, SALVADOR

Um dos mais relevantes festivais de cinema da Bahia, o Panorama Internacional Coisa de Cinema chega à sua 13a edição entre os dias 8 e 15 de novembro na capital do estado e em Cachoeira, no Recôncavo Baiano. Grande vencedora do Festival do Rio e ganhadora do Prêmio Especial do Júri do último Festival de Locarno (Suíça), a coprodução franco-brasileira As Boas Maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra, será exibida na abertura festival. A França também estará representada na Mostra Competitiva Internacional por Rei de Niles Atallah (Chile/França/Holanda/Alemanha), premiado no Festival de Roterdã, Vovó Morsa de Lucréce Andreae, After School Knife Fight de Caroline Poggi e Jonathan Vinel, As Ilhas de Yann Gonzalez e Uma Breve História da Princesa X de Gabriel Abrantes (Portugal/França/Reino Unido). Além disso, o curta The Beast de Samantha Nell e Michael Wahrmann(SP/França/África do Sul) estrela a Mostra Competitiva Nacional. Os títulos Cidadão Klein (1976) de Joseph Losey (França/Itália), Cesar e Rosalie (1972) de Claude Sautet, A Colecionadora (1967) de Eric Rohmer, A Bela da Tarde (1967) de Luis Buñuel e O Martírio de Joana d’Arc (1928) de Carl Th. Dreyer compõe parte da programação da Sessão Clássicos do Cinema. A Mulher no Cinema será tema de uma das sessões especiais programadas no Festival, na qual será exibido o longa Cinéast(e)s (2013) de Julie Gayet e Mathieu Busson, que entrevista diretoras para debater a participação feminina na produção cinematográfica. Acesse a programação completa aqui


FUNDO BRASILEIRO CONCEDE 45 MILHÕES DE REAIS A 40 PROJETOS NACIONAIS

No âmbito da recente edição do RioMarket, a ANCINE (Agência Nacional do Cinema) e o BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) anunciaram os vencedores da Chamada Pública PRODECINE 01/2016, do Programa Brasil de Todas as Telas. Serão investidos R$ 45 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), na produção de 40 longas-metragens. As ficções Mundo proibido de Ale Camargo, produzida pela paulista Um Filmes e O grampde Luciano Moura, produzida pela carioca República Pureza Filmes, obtiveram a maior parte dos recursos, beneficiando-se de 2,5 milhões cada uma. Desde 2008, a PRODECINE financiou 224 filmes brasileiros independentes. Este ano foram recebidas 273 inscrições. Entre os contemplados, estão projetos apresentados por produtoras de 13 Estados (Piauí, Pará, Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Goiás, Pernambuco, Ceará, Tocantins, Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo), além do Distrito Federal. São 25 filmes de ficção, 14 documentários e uma animação. A lista inclui novos trabalhos de nomes conhecidos, como Ruy Guerra e Felipe Joffily, além de 16 diretores e diretoras estreantes no formato de longa-metragem. Acesse a lista completa de projetos selecionados aqui


CONFIRA AS OBRAS FRANCESAS EM MOSTRAS ESPALHADAS PELO BRASIL DURANTE O MÊS DE NOVEMBRO

A Cinemateca da Embaixada da França no Brasil possui um acervo de filmes franceses disponibilizados gratuitamente para exibições públicas em, por exemplo, cineclubes, centros culturais, universidades, associações, salas não comerciais e festivais interessados em divulgar  o cinema francês. Durante o mês de novembro, o público poderá ter acesso à algumas destas obras em mostras realizadas em São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. Na capital paulista, entre os dias 2 e 5 de novembro, a cineasta francesa Mia Hansen-Løve ganha retrospectiva no Centro Cultural São Paulo: o ciclo cinematográfico O sentimento (feminino) do mundo consiste em uma homenagem à jovem cineasta e ex-crítica da revista Cahiers du cinéma. Serão exibidos todos os cinco longas-metragens que ela dirigiu a partir de 2007: Tudo Perdoado (2007), O Pai dos Meus Filhos (2008), Adeus, primeiro amor (2010), Éden (2013) e O Que Está Por Vir (2015). Em Belo Horizonte, o Cine Humberto Mauro recebe a Retrospectiva Jean-Pierre Melville, que está rodando o mundo em comemoração ao centenário de nascimento do diretor e, no Brasil, passará pelo Rio de Janeiro (Instituto Moreira Salles, 23 de novembro a 3 de dezembro) e por São Paulo (Instituto Moreira Salles, 28 de novembro a 08 de dezembro). A mostra, realizada entre os dias 2 a 8 de novembro, conta com nove filmes – incluindo longas, curtas e documentários. O público poderá conferir cópias digitais restauradas, disponibilizadas pela Cinemateca da Embaixada da França – incluindo O círculo vermelho (1970), O exército das sombras (1966), o curta 24 horas na vida de um palhaço (1946) e dois documentários sobre o diretor. No Rio de Janeiro, o Cine Joia de Copacabana exibirá filmes franceses, em sua maioria contemporâneos, que tiveram poucas ou nenhuma exibição no circuito nacional. A Mostra França é Joia!, realizada de 2 a 15 de novembro, é composta por títulos como O Efeito Aquático (2016) de Solveig Anspach e Jean-Luc Gaget, Boa Sorte Argélia (2015) de Fami Bentoumi, François Truffaut, uma Autobiografia (2004) de Serge Toubiana, Jovem Tigre (2014) de Cyprien Vial, Claude Lévi-Strauss Por ele Mesmo (2008) de Annie Chevallay e Pierre-André Boutang e A Flor do Mal (2003) de Claude Chabrol. A Caixa Cultural Rio de Janeiro receberá também a Mostra Grandes Clássicos do Cinema Africano, em cartaz de 14 a 26 de novembro. Apoio: Embaixada da França no Brasil.


PREFEITURA DO RIO COBRARÁ ISS SOBRE DOWNLOAD E STREAMING

A Prefeitura do Rio de Janeiro cobrará ISS (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) sobre download e streaming a partir de janeiro do ano que vem. No fim de 2016, a Lei Complementar nº 157 incluiu na Lei do ISS dispositivos que permitem aos municípios fazer a cobrança de modo que cabe à cada prefeitura regulamentar a norma para aplicá-la. De acordo com a Lei municipal carioca nº 6.263, passa a incidir ISS sobre "processamento, armazenamento ou hospedagem de dados, textos, imagens, vídeos, páginas eletrônicas, aplicativos e sistemas de informação, entre outros formatos" e sobre a "disponibilização, sem cessão definitiva, de conteúdos de áudio, vídeo, imagem e texto por meio da internet, respeitada a imunidade de livros, jornais e periódicos". Para a disponibilização, sem cessão definitiva, de conteúdos de áudio, vídeo, imagem e texto por meio da internet a alíquota será de 2%. Em relação ao licenciamento de software, a alíquota é de 5%. Acesse o artigo completo aqui.


Cinemaison no Rio de Janeiro

06.11 CURTA CINEMA NO CINEMAISON


Ciné Le Corbusier em Brasília
Coração de Espinhos

08.11 Coração de Espinhos

Crache coeur (França 2014).
De Julia Kowalski. Com Andrzej ChyraLiv HenneguierYoann Zimmer. Drama em cores/83’. Classificação etária Livre.
Jozef, um trabalhador polonês, desembarca na França para procurar seu filho Roman, que ele abandonou quinze anos atrás. Ele tenta encontrá-lo com a ajuda de Rose, filha de seu patrão, sem saber que irá mudar a vida dos dois adolescentes.


Em cartaz no Brasil
Um perfil para dois

09.11 Um perfil para dois

Un profil pour deux (Alemanha, Bélgica, França 2017).
De Stéphane Robelin. Com Pierre Richard. Comédia em /99’.
Pierre, um viúvo aposentado, não sai de casa há mais de dois anos. Ele descobre as alegrias da Internet graças a Alex, um jovem contratado por sua filha para lhe ensinar o básico do computador. Em um site de namoro, uma linda jovem, seduzida pelo romantismo de Pierre, sugere que eles se encontrem. No entanto, seu perfil ostenta uma foto de Alex e não dele. Pierre então deve convencer Alex a encontrar-se com a jovem em seu lugar.
Distribuição: Paris


A trama

16.11 A Trama

L'atelier (França 2017).
De Laurent Cantet. Com Marina Foïs. Drama em /113’.
Antoine aceita um convite para participar de um grupo de escrita, em que alguns jovens têm a tarefa de escrever um romance policial com a ajuda de Olivia, uma famosa romancista. Durante o processo, o texto vai acabar revisitando assuntos antigos da cidade, fazendo com que Antoine perca o interesse e criando uma complicada inimizade com o grupo.
Distribuição: Esfera 


Na França

RESIDÊNCIA INTERNACIONAL DE ESCRITA PARA FILMES DE ANIMAÇÃO

A Residência Internacional de Escrita para Filmes de Animação será realizada entre os dias 1 e 31 de outubro de 2018. Os candidatos estrangeiros interessados em participar devem preencher o formulário de inscrição até a data limite de 8 de novembro de 2017. Os artistas selecionados serão acolhidos na Abbaye royale de Fontevraud, um Centro Cultural e espaço de criação e trocas internacionais localizado no Val de Loire. Eles passarão um mês imersos em seus trabalhos em uma atmosfera pacífica e imaginativa, mas também encontrando e interagindo com outros artistas. São aceitos candidatos com projetos de animação, sejam curtas, longas ou média-metragens, que queiram desenvolver as etapas do roteiro, escrita gráfica e/ou musical. Os integrantes da residência receberão uma bolsa de escrita no valor de 1200 euros, à qual se soma uma ajuda de custo para a alimentação. Os gastos com o deslocamento até a França também serão reembolsados de acordo com um cronograma de tarifas proporcional à distância entre o domicílio do artista e a Abbaye royale de Fontevraud. Os dossiês de candidatura devem conter uma carta de motivação (justificando sobretudo a necessidade de um tempo para se dedicar à escrita do projeto), uma apresentação do projeto que será desenvolvido durante a residência, currículo, potfólio de trabalho (com no máximo 10Mo) e os filmes realizados anteriormente. Todas as informações estão disponíveis aqui


INSCRIÇÕES ABERTAS PARA A 31ª EDIÇÃO DO FIPA

O FIPA, Festival Internacional da Criação Audiovisual, recebe inscrições para sua 31ª edição, que será realizada entre os dias 23 e 29 de janeiro de 2018 na cidade de Biarritz. As obras podem ser submetidas até 10 de novembro através do próprio site. O evento, que busca incentivar a produção de programas de alta qualidade para TV, terá como foco este ano a criação digital. A programação conta com seis categorias: Ficção, Séries, Documentários de criação ou investigação (nacional e internacional), Música e Espetáculo, e Jovem Criação. O evento conta ainda com o Smart FIPA, que reúne os participantes em uma maratona criativa de dois dias a fim de apresentar um projeto transmídia que compete pelo prêmio de 5000 euros, o FIPA Campus, destinado ao estímulo de escolas e alunos em sua aproximação com o audiovisual, e o FIPA Industry, que promove rodadas de negócios, conferências e debates. A cada ano o FIPA reúne em média 25 mil pessoas durante os 6 dias de realização do evento. Consulte o regulamento completo aqui.


NA EUROPA

PROJETO BRASILEIRO RECEBE APOIO DO HUBERT BALS FUND

O fundo Holandês Hubert Bals Fund do Festival Internacional de Cinema de Rotterdam anunciou os projetos selecionados em sua convocatória Outono 2017. A linha de desenvolvimento de roteiro e projetos premiou onze futuros longa-metragens com um total de 72.500 euros nas sessões Bright Future e Voices. O projeto brasileiro A Professora de Francês, de Ricardo Alves Jr., foi selecionado na categoria Bright Future, dedicada a cineastas que realizam seu primeiro ou segundo filme. O mineiro assinou a direção de Elon Não Acredita na Morte (2016). Este, que foi seu primeiro longa, foi selecionado em festivais nacionais e internacionais, entre eles o 4 Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, a 40a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, a 8a Semana dos Realizadores, o Festival de Rotterdam 2017 e o Indie Lisboa 2017. Apoiado pela Europa Creativa-MEDIA, HIVOS e a Fundação Diorapht, o Hubert Bals Fund apoiou o desenvolvimento de mais de mil projetos da África, Ásia, América-Latina, Oriente Médio e Leste Europeu desde sua primeira edição em 1998. A próxima edição do Festival de Rotterdam será realizada entre os dias 24 de janeiro e 4 de fevereiro de 2018


CINEMA DO BRASIL APOIA A ESTREIA DE SETE FILMES BRASILEIROS NA EUROPA E NA ÁSIA

Sete filmes brasileiros estrearão comercialmente na Europa e na Ásia graças ao Prêmio de Apoio à Distribuição, programa de fomento à exportação do cinema nacional organizado anualmente pela agência Cinema do Brasil em parceria com a Apex-Brasil. São eles: Corpo Elétrico de Marcelo Caetano (Alemanha, Salzgeber & Co.); Cinema Novo de Eryk Rocha (Itália, Cineclub Internazionale); Como Nossos Pais de Laís Bodanzky (Espanha, Surtsey Films; Polônia, Aurora Films; França, Happiness Distribution; e Turquia, Filmarti); Era o Hotel Cambridgede Eliane Café (Espaha, Wanda Vision); Gabriel e a Montanha de Fellipe Barbosa (Suíça, Trigon Film); Vazante de Daniela Thomas (Holanda, Amstelfilm); e Elis de Hugo Prata (Portugal, Nitrato Filmes; e Coreia do Sul, Poongkyung Sori). Nesta edição, o Ministério de Relações Exteriores do Brasil aderiu à iniciativa, permitindo aumentar o número de trabalhos e suporte financeiro oferecidos aos distribuidores para a divulgação dos filmes em seus respectivos territórios. A segunda fase de inscrições para o Prêmio de Apoio à Distribuição vai até 16 de novembro. Cada distribuidora localizada fora do território brasileiro pode receber até 15 mil dólares para lançar um ou mais filmes brasileiros em seu território, e este valor deve ser utilizado para cobrir as despesas de comercialização (cópias e promoção - P&A). Os filmes deverão ser lançados em três cidades diferentes e permanecer ao menos 10 semanas em cartaz ou ter 100 sessões de exibição. O regulamento e o formulário de inscrição estão disponíveis aqui. Desde a sua criação, em 2009, o programa apoio o lançamento de 121 filmes brasileiros em 42 países.


SIGA-NOS NO FACEBOOK, TWITTER E PELO RSS

Facebook Twitter RSS

Caso não consiga visualizar o conteúdo, clique aqui.

Caso não queira mais assinar este boletim, clique aqui.