Mediacine
Destaques da semana

INSCRIÇÕES ABERTAS: LA FABRIQUE DES CINÉMAS DU MONDE 2018

Estão abertas até o dia 8 de novembro as inscrições de projetos para participar da 10ª edição da Fabrique des Cinémas du Monde (Fábrica dos Cinemas do Mundo). Organizada pelo Institut Français em parceria com o grupo France Médias Monde, o Festival de Cannes e o Marché du Film, e apoio da Organisation internationale de la Francophonie, a Fabrique apoia desde 2009 o desenvolvimento de projetos cinematográficos de jovens diretores (primeiro ou segundo longa metragem de ficção, documentário ou animação) de países em desenvolvimento. As inscrições podem ser feitas no site, em francês ou inglês. Os 20 selecionados serão convidados, junto com seus produtores, ao 71° Festival de Cannes (9 a 20 de maio de 2018). O programa oferece uma oportunidade única aos artistas de desenvolverem seus projetos através de um acompanhamento personalizado que lhes permite encontrar nomes chave da indústria cinematográfica, aprender a se posicionar nos mercados, expandir sua rede de contatos profissionais e viver uma experiência única em um dos mais importantes festivais do mundo. Já participaram do programa, os projetos brasileiros: Pela Janela de Caroline Leone (2010), 1994 de Gustavo Melo (2011), Mate-me Por Favor de Anita Rocha da Silveira (2012), Loveling de Gustavo Pizzi (2013), Todos os mortos de Caetano Gotardo & Marco Dutra (2014) e A febre de Maya Da-Rin (2016).


AGNES VARDA RECEBERÁ OSCAR HONORÁRIO PELO CONJUNTO DA OBRA

A cineasta Agnès Varda (89 anos) receberá em novembro um Oscar honorário como reconhecimento à sua trajetória e contribuição ao mundo do cinema. Única representante feminina da Nouvelle vague, ela já recebeu prêmios honorários no César (2011), em Locarno (2014) e em Cannes (2015). Autodidata no cinema, Varda explorou numerosas facetas da sétima arte e acumulou experiências variadas ao longo da carreira. Seus filmes foram frequentemente engajados em uma causa, fossem eles documentários políticos ou obras consagradas à pessoas modestas e marginais. Varda dirigiu também dois filmes sobre seu marido, o também cineasta Jacques Demy. O documentário Les Demoiselles ont eu 25 Ans e o drama Jacquot de Nantes integrarão a programação da mostra Jacques Demy: Entre o Realismo e a Fantasia (10 a 22 de outubro) na Caixa Cultural RJ. O prêmio será entregue à cineasta durante o Prêmios dos Governadores, dia 11 de novembro, em Los Angeles. A Academia premiará também o ator canadense Donald Sutherland (Jogos Vorazes, Orgulho e preconceitos), o roteirista e diretor independente americano Charles Burnett e o diretor de fotografia americano Owen Roizman (O exorcista, Operação França).


SAVE THE DATE: FESTIVAL DO RIO 2017

De 5 a 15 de outubro, o Rio de Janeiro entrará no clima da sétima arte. É quando acontece mais uma edição do Festival do Rio, trazendo centenas de títulos de mais de 60 países, incluindo a França. Além das mostras já tradicionais, como Panorama, Expectativa, Première Brasil, Midnight e Première, este ano uma seleção inédita de recortes especiais completa a programação.  Em paralelo às exibições, a indústria se encontra mais uma vez no RioMarket (9 a 14 de outubro), a área de negócios do Festival, que conta com Workshops e Masterclasses, Rodadas de Negócios, Round Tables e Clínicas de Coprodução. Em breve, a programação completa estará disponível no site do Festival. 


NOVAS INDICAÇÕES PARA A DIRETORIA DA ANCINE

O presidente Michel Temer encaminhou ao Senado Federal, para apreciação, os nomes de Christian de Castro e Alex Braga para assumirem a diretoria da Agência Nacional do Cinema (Ancine). O cargo, disponível após o término do mandato de Manoel Rangel e a renúncia de Sérgio Sá Leitão, que em julho assumiu o Ministério da Cultura, tem sido ocupado interinamente por Deborah Ivanov. Christian de Castro é diretor-geral da produtora Luz Mágica e compõe o quadro administrativo da Oca Animation e da Glaz Entretenimento. Em 2008, atuou como assessor da diretoria da Ancine, especializado em assuntos financeiros e comerciais relacionados à atividade audiovisual. Alex Braga é servidor de carreira e está na Ancine desde 2003, onde atualmente é procurador-geral da Procuradoria Federal. Os indicados à vaga ainda precisarão enfrentar uma sabatina no Senado para serem considerados aptos a ocupar o posto, processo que leva em média três meses. 


TV PAGA SEGUE CRESCENDO NO MUNDO, MAS SOFRERÁ FORTE IMPACTO DO SVOD NOS MERCADOS CONSOLIDADOS

Richard Broughton, diretor de pesquisa da Ampere Analysis, apresentou novos dados sobre o desenvolvimento do serviço de vídeo sob demanda por assinatura (SVOD) e seu impacto nos serviços tradicionais no primeiro dia do congresso do IBC 2017, que aconteceu em Amsterdã entre os dias 14 e 19 deste mês. Segundo a pesquisa, a base global do serviço de SVOD chegou a 230 milhões em 2016 e deve crescer para quase 530 milhões até 2021. A base global do serviço de TV por assinatura também deve crescer, de acordo com os dados apresentados, saltando de 920 milhões em 2016 para um pouco mais de 1 bilhão em 2021. O problema estaria nos mercados onde o serviço de pay-tv já está consolidado. A expectativa de Broughton é que a base total dos assinantes de TV nos Estados Unidos, incluindo operadoras e operadoras virtuais (como o serviço DirecTV Now, por exemplo) caia, até o final de 2021, ao mesmo nível de 2004. No mercado europeu, a expectativa é que o declínio seja menos acentuado, mas com impacto semelhante na margem de lucro das operadoras. Embora haja uma grande concentração no mercado global, com três serviços recebendo quase 75% do gasto com o serviço OTT (Netflix tem 47% de participação no SVOD, Amazon 19% e Hulu 8% dos assinantes), é possível ser otimista com relação à participação de serviços das programadoras que ainda tem participação pequena. De acordo com o executivo, os consumidores estão cada vez mais dispostos a pagar por múltiplos serviços. Hoje, também no mercado americano, 40% pagam tanto por um serviço de OTT quanto por TV por assinatura, enquanto há dois anos, o número era de apenas 24%. A migração dos investimentos de licenciamento em conteúdo para aquisição de conteúdo original, com a subsequente redução no tamanho do acervo dos serviços de SVOD também apontam à tendência de assinatura de múltiplos serviços. Adaptação de um artigo de Fernando Lauterjung. 


MOSTRA BRÉSIL EN MOUVEMENTS CHEGA À 13ª EDIÇÃO EM PARIS

Brésil en Mouvements (BEM) é uma mostra não-competitiva de documentários sobre questões sociais e ambientais brasileiras que acontece anualmente na França. Organizada desde 2005, a mostra chega à sua 13ª edição entre os dias 27 de setembro e 1 de outubro em Paris. A sessão de abertura será dedicada ao filme Martírio em presença do cineasta e antropólogo, Vincent Carelli. No dia seguinte, a Mostra dá continuidade à discussão da questão indígena com a sessão Vídeo nas aldeias, onde será apresentado o projeto homônimo idealizado por Carelli em 1987, que promove a formação e produção audiovisual em aldeias brasileiras. Os direitos das pessoas LGBTIs protagonizam a segunda sessão do dia, quando será exibido A Cidade Do Futuro de Cláudio Marques, seguido por um debate sobre identidades sexuais. No terceiro dia da Mostra, o público parisiense poderá desfrutar das sessões Quando as mulheres falam com a exibição de Precisamos Falar do Assédio dirigido por Paula Sacchetta, seguido de um debate sobre como denunciar as violências contra as mulheres, e da sessão Les Ateliers Varan composta por filmes produzidos durante a residência artística realizada em Recife, no ano passado. A tríade Transmissão e Memória autóctone, Terras Sagradas e Política e Religião compõe a programação no penúltimo dia. O quinto e último dia encerra o Festival com as sessões Imagens da Resistência que mostra, através dos filmes Resistência de Eliza Capai e Na missão, com Kadu de Ajano Bemfica, Kadu Freitas e Pedro Maia de Brito, as lutas de dois movimentos sociais contra o poder abusivo e violento, e Porno-História do Brasil, que contará com a projeção de Histórias que nosso cinema (não) contava de Fernanda Pessoa. A programação completa está disponível no site. Assista ao trailer do evento. Organização: Autres Brésils. 


RFI REFORÇA SUA PRESENÇA EM SITES DE INFORMAÇÃO DO BRASIL

A RFI (Radio France International) assinou dois acordos de parceria de conteúdos com o G1 (grupo Globo) e com o site da revista semanal Carta Capital. No site do G1, os internautas têm, a partir de agora, acesso a uma seleção de conteúdos produzidos pela redação brasileira da RFI sobre a atualidade francesa, internacional, política, cultural, econômica e científica. Já no site da Carta Capital, os internautas podem ter acesso aos conteúdos produzidos pela redação brasileira da RFI em uma página exclusiva. Nos próximos meses, o site também irá propor a transmissão ao vivo dos programas de áudio da RFI em português do Brasil, como também todas as produções de vídeo. Por meio desses novos acordos de parceria, a RFI consolida sua presença no Brasil, país que representa mais de 70% das visitas mensais do site RFI em português do Brasil. 


INSCRIÇÕES PRORROGADAS PARA O 10º MACACUCINE - FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DE CACHOEIRAS DE MACACU

O MacacuCine – Festival Internacional de Cinema de Cachoeiras de Macacu chega à sua 10ª edição entre os dias 16 a 22 de outubro de 2017. As inscrições, prorrogadas até 24 de setembro, são gratuitas e devem ser realizadas através do preenchimento de um formulário disponível online. São aceitos filmes produzidos em qualquer formato e gênero, realizados a partir de janeiro de 2014, com duração máxima de 15 minutos, cujos realizadores sejam alunos dos ensinos fundamental ou médio, residentes em território nacional (Mostra Competitiva de Curtas Escolares) ou em países estrangeiros (Mostra Competitiva Internacional de Curtas Escolares). O MacacuCine visa ampliar o alcance geográfico e social de produções audiovisuais brasileiras, levando aos moradores de Cachoeiras de Macacu e regiões vizinhas, gratuitamente, filmes nacionais, curtas e longas-metragens, e produzidos pelos alunos da rede pública de ensino – privilegiando sobretudo a população que está a margem do circuito comercial de exibição. Além das exibições, o festival oferece também oficinas de audiovisual nas escolas, abrangendo seu alcance a todos os moradores da região e fazendo com que os alunos se interessem por desenvolver seus próprios filmes para a mostra competitiva.


MOSTRA JOIAS DO CINEMA BELGA, RJ

Em parceria com o Consulado da Bélgica, o Institut Français Brasil, a Cinemateca da Embaixada da França e Chez Henri Bistrot, o Cine Joia de Copacabana, no Rio de Janeiro, apresenta a 1ª Mostra Joias do Cinema Belga, em cartaz até 24 de setembro. O público carioca terá a oportunidade de assistir a alguns dos melhores filmes produzidos no país nos últimos anos. Na programação, Eu, Soldado de Laurent Lariviere, 38 testemunhas de Lucas Belvaux, O Estranho Colorido do teu Corpo de Bruno Forzani e Hélène Cattet, Nem o Céu, nem a Terra de Clément Cogitore e Thomas Bidegain e Terre Battue de Stéphane Demoustier. Consulte os dias e horários das sessões aqui


FILMES PREMIADOS NO FESTIFRANCE, BH

A terceira edição do FESTIFRANCE, mostra competitiva de cinema francês contemporâneo em Belo Horizonte, chegou ao fim no dia 13 de setembro. Além das exibições de curtas, longas, documentários e animações francesas, a programação (inteiramente gratuita) contou ainda com  debates, oficinas de roteiro e workshops de realização e produção de curtas metragens. Os filmes campeões do Festival foram: Le Grand Bain de Valérie Le Roy (Prêmio Sokol do público de melhor Curta de  Ficção), Vivre Avec Son Oeil de Naïs Van Laer (Prêmio Sokol do público de melhor Documentário), L’abre de Lucie Sunkova (Prêmio Sokol do público de melhor filme Animação), Ni Le Ciel Ni La Terre de Clément Cogitore e Thomas Bidegain e Le Fils de Jean de Philippe Lioret (Prêmio Sokol do público de melhor Longa), Un Grand Silence de Julie Gourdain (Prêmio Christine Masson Melhor Curta De Ficção), Jonathan Millet por Et Toujours Nous Marcherons (Prêmio Sokol para a Melhor Direção), Yan Gael pela atuação no mesmo filme (Prêmio Sokol de Melhor Ator), Nina Mazodier em Un Grand Silence (Prêmio Sokol de Melhor Atriz), Valerie Leroy em Le Grand Bain (Prêmio Sokol de Melhor Roteiro), Viré de Hugo Rousselin (Prêmio Sokol Melhor Som/Música), Univitelin de Terence Nance (Menção Honrosa de Direção) e Noyade Interdite de Mélanie Laleu (Mensão Honrosa de Roteiro). Nais Van Laer, diretora de Vivre avec Son Oeil (2016), vencedor como melhor documentário, apresentou o filme também na Aliança Francesa de Niteroi e no Pólo Audiovisual da Zona da Mata, em Cataguases - MG, onde ministrou ainda uma Oficina de Realização direcionada ao público jovem. Apoio: Embaixada da França no Brasil, Institut Français Brasil e Aliança Francesa


Cinemaison no Rio de Janeiro

25 e 26/09: Mostra Cahiers du Cinéma


Ciné Le Corbusier em Brasília
O Trovador

27.09 às 19h O trovador

Ópera na tela
De Guiseppe Verdi | Maestro: Daniele Callegari | Direção: Alex Ollé (La Fura del Baus) | Diretor musical: Philippe Jordan | Elenco: Ludovic Tézier, Hui He, Ekaterina Semenchuk, Marcelo Alvarez, Roberto Tagliavini e Marion Lebègue | Orquestra e Coro da Ópera de Paris | Duração: 2h10
Sinopse: O assunto de O Trovador foi tirado do drama espanhol de Antonio Garcia Gutierrez. Uma cigana, acusada pelo conde de Luna de ter jogado um feitiço sobre seu filho doente, foi queimada viva. Azucena, filha dela, quer se vingar; ela deseja matar um dos filhos do conde, mas se engana, e é seu próprio filho que ela joga em uma fornalha ardente. Ela transforma a outra criança em um trovador, que cresceu a seu lado acreditando ser seu filho, chamado de Manrique. É nessa situação que as cortinas se abrem.


Em cartaz no Brasil
Amor, Paris, cinema

28.09 Amor, Paris, Cinema

Arnaud fait son deuxième film (França 2017).
De Arnaud Viard. Comédia em /80’.
Arnaud, cineasta de 45 anos, pretende finalmente realizar seu segundo filme. Porém, faltam ideias para tal e nenhum dos temas pensados agrada o produtor.
Distribuição: Fênix Filmes


Quando se tem 17 anos

28.09 Quando se tem 17 anos

Quand on a 17 ans (França 2016).
De André Techiné. Drama em /109’.
Tom, um menino homossexual, é agredido por outro garoto na escola. A repulsa entre eles aumenta quando a mãe do agressor decide dar abrigo a Tom.
Distribuição: Fênix Filmes


L'Opéra

28.09 L'Opéra

(França 2017).
De Jean-Stéphane Bron. Documentário em /110’.
A história da vida nos bastidores de uma das mais prestigiosas instituições de arte no mundo, o Ópera de Paris.
Distribuição: Imovision


O fantasma da Sicília

28.09 O fantasma da Sicília

Sicilian ghost story (França, Itália, Suíça 2017).
De Antonio PiazzaFabio Grassadonia. Suspense em /122’.
Na Sicília, o adolescente Giuseppe desaparece de uma pequena vila próxima à floresta. Sua amiga Luna recusa-se a aceitar seu misterioso desaparecimento e tenta encontrá-lo através de um portal para o mundo sombrio que o tragou. Uma história verdadeira envolvendo um sequestro cometido pela máfia siciliana, porém, contada como se fosse uma fábula gótica.
Distribuição: Pandora Filmes


Na França

Festival de Biarritz América Latina

Festival Biarritz Amérique Latine, evento que tem como missão fomentar o conhecimento do cinema e das culturas latino-americanas na França, celebra sua 26ª edição a partir da próxima segunda (25) na cidade de Biarritz. Dois títulos brasileiros competem na mostra de documentários: O Som dos Sinos de Marcia Mansur e Marina Thomé Cine São Paulo de Ricardo Martensen Felipe Tomazelli. Já na mostra competitiva de ficção, o Brasil emplacou As Boas Maneiras de Juliana Rojas e Marco Dutra. Entre os curtas, três produções representam o Brasil: Alcibíades de Breno Nina,  Postergados de Caroline Markowicz e Damiana de Andrés Ramírez Pullido – coprodução com a Colômbia, país homenageado nesta edição. Na parte de mercado, o Festival de Biarritz organiza pelo terceiro ano consecutivo os Encontros de Coprodução, que contam com a presença de produtores interessados pela cooperação com a América Latina e sessões de pithcing entre realizadores e produtores. Os realizadores com filmes em competição e presentes no festival são incitados à submeter seus próximos projetos, que são transmitidos aos produtores interessados. Uma parceria do festival com com a Residência Lizières oferece ainda a um realizador com filme selecionado nas mostras competitivas oficiais a oportunidade de integrar uma residência de desenvolvimento de projeto artístico em Lizières (França).


NA EUROPA

65º FESTIVAL DE SAN SEBASTIAN, ESPANHA

O Festival Internacional de Cinema de San Sebastián chega à sua 65ª edição entre os dias 18 e 26 de setembro, em Donostia-San Sebastián, no País Basco espanhol. Integrado ao Festival acontece, de 24 a 27 de setembro, o VI Fórum de Coprodução Europa-América Latina. O evento é direcionado a projetos cinematográficos em desenvolvimento, tanto da América Latina como da Europa, e dará aos realizadores dos filmes selecionados a oportunidade de apresentar os seus trabalhos para membros da indústria audiovisual, potenciais parceiros para os projetos. No festival, o Brasil será representado por Rodantes de Leandro Lara, Ferrugem de Aly Muritiba e Família Sumergiba de María Alché na sessão Films in Progress, Arábia de Affonso Uchôa e João Dumans na sessão Horizontes Latinos e No Intenso Agora de João Moreira Salles na sessão Zabaltegi – Tabakalera. Já no Fórum, o projeto brasileiro selecionado foi Doce Inferno na Galáxia de Fábio Baldo.


OBRAS FRANCESAS PREMIADAS NO 74º FESTIVAL DE VENEZA

O 74º Festival de Veneza chegou ao fim no dia 9 de setembro em cerimônia que consagrou The Shape of Water, de Guillermo del Toro. Diversos filmes franceses também foram premiados, entre os quais Jusqu'à la garde. O primeiro longa metragem de Xavier Legrand deixa o Lido com dois prestigiosos prêmios: o Leão de prata pela melhor direção e o Prêmio Luigi de Laurentiis - Leão do Futuro para a primeira obra. A Coppa Volpi de melhor ator foi para Kamel el Basha, parte do duo de intérpretes principais de L'Insulte, de Ziad Doueiri e a Coppa de melhor atriz premiou Charlotte Ramplingpor seu papel em Hannah, produção minoritária francesa assinada porAndrea Pallaoro. Outra produção minoritária, Foxtrot, de Samuel Maoz, recebeu o Grande Prêmio do Júri. Na mostra Orizzonti, três filmes franceses foram premiados: Caniba de Verena Paravel e Lucien Castaing-Taylor, Les Versets de l'oubli de Alireza Khatami de e Les Bienheureux de Sofia Djama. Mas é no terreno dos curtas-metragens que devemos aplaudir a performance do novo filme de Céline DevauxGros Chagrin levou o Prêmio de Melhor Curta e uma nomeação ao European Film Awards 2017. Enfim, Temporada de caza, de Natalia Garagiola (produção minoritária francesa), foi recompensado com o Prêmio do Público SIAE e Garçons sauvages, de Bertrand Mandico, com o Prêmio Mario Serandrei - Hotel Saturnia pela melhor contribuição técnica. A lista completa de premiados está disponível aqui.


Na América Latina

CONCURSO LATINO-AMERICANO DE ARGUMENTOS DE LONGA DE FICÇÃO 2017

Os participantes podem enviar seus argumentos até o dia 13 de outubro. Os resultados serão anunciados no Ventana Sur, em Buenos Aires, entre os dias 27 de novembro e 1º de dezembro de 2017. O concurso tem como objetivo estimular a escrita cinematográfica nos países da América Latina, fomentar a criação artística, bem como ajudar os novos roteiristas nas indústrias de cinema e entretimento. O primeiro colocado geral receberá um prêmio em dinheiro no valor de US$ 500,00 (quinhentos dólares). Além disso, os dois primeiros colocados da classificação final receberão um vale-brinde para o download do software de escrita de roteiro Final Draft e um feedback do renomado script doctor brasileiro Doc Comparato, autor do livro Da criação ao roteiro. O Concurso éaberto a estudantes avançados das escolas associadas ao CIBA, a regional ibero-americana da Associação Internacional de Escolas de Cinema e Televisão-CILECT. O formulário, detalhes e regulamento estão disponíveis aqui.


SIGA-NOS NO FACEBOOK, TWITTER E PELO RSS

Facebook Twitter RSS

Caso não consiga visualizar o conteúdo, clique aqui.

Caso não queira mais assinar este boletim, clique aqui.